Busca avançada
Ano de início
Entree

A competição entre árvores pioneiras e lianas hiperabundantes na Floresta Estacional Semidecidual da Mata Atlântica

Processo: 12/02676-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Rafael Silva Oliveira
Beneficiário:Ricardo Augusto Gorne Viani
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Restauração florestal   Restauração ecológica   Ecologia funcional   Mata Atlântica   Luz   Água

Resumo

Nas últimas décadas, conhecimento significativo sobre a restauração de florestas tropicais foi acumulado, especialmente na Mata Atlântica. No entanto, grandes lacunas de conhecimento básico para a restauração de fragmentos florestais degradados ainda necessitam ser preenchidas. Lianas heliófilas dominam comunidades florestais perturbadas, limitando o estabelecimento e crescimento de espécies arbóreas e dificultando a restauração das florestas degradadas. O objetivo desta proposta é avaliar a competição e as estratégias de uso de água e luz por lianas heliófilas hiperabundantes e árvores pioneiras da Floresta Estacional Semidecidual da Mata Atlântica, buscando compreender os mecanismos que determinam a grande abundância de lianas em comunidades florestais perturbadas. Para investigar essa questão, serão realizados experimentos de competição em condições de viveiro e medições de vários parâmetros ecofisiológicos no campo. Lianas hiperabundantes e árvores pioneiras serão cultivadas em viveiro, em condições de pleno sol e sombra e em vasos com parte aérea e abaixo do solo entre as espécies em contato ou não, de modo a quantificar o crescimento e a competição por recursos acima e abaixo do solo em duas condições de irradiação. Paralelamente, serão medidas as trocas gasosas e o potencial hídrico foliar destas plantas, durante períodos sem e com restrição na disponibilidade hídrica. A dinâmica fenológica foliar e parâmetros indicativos das estratégias de uso da água (condutância estomática e potencial hídrico foliar) serão coletados ao longo do ano em lianas e árvores pioneiras de um fragmento florestal degradado, em Piracicaba-SP. O conhecimento gerado sobre as estratégias adaptativas de lianas hiperabundantes, bem como sobre as relações de competição destas com as árvores pioneiras, será útil para a proposição de técnicas mais eficazes de restauração de fragmentos florestais degradados. Ademais, a realização do projeto contribuirá para a consolidação da ecologia da restauração de fragmentos florestais degradados e da ecologia funcional como uma linha de pesquisa dentro da ecologia da restauração.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.