Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de variantes genéticas para eNOS em pacientes com hipertensão arterial sistêmica

Processo: 12/02677-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Dorotéia Rossi Silva Souza
Beneficiário:Sâmia Frahia Bento da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Cardiologia   Hipertensão

Resumo

Hipertensão arterial sistêmica (HAS) é reconhecida como importante fator para doenças cardiovasculares, além de ter prevalência significativa na população mundial. A literatura recente tem mostrado relação entre a HAS e alterações no metabolismo do óxido nítrico. O NO é sintetizado a partir da L-arginina, um constituinte da enzima óxido nítrico sintetase (NOS). A isoforma eNOS converte L-argenina em óxido nítrico, culminando então em vasodilatação, regulação da tonicidade vasomotora e controle da pressão sanguínea, em indivíduos normotensos e hipertensos. O polimorfismo eNOS-G894T, com reconhecida relação na síntese de NO e consequentes alterações na reposta vasomotora coronariana é apontado como um fator potencial para o desenvolvimento de HAS. Esse estudo tem como objetivo avaliar a associação entre o polimorfismo eNOS G894T e pressão arterial sistêmica alterada - em hipertensos e pré-hipertensos, além de caracterizar a presença ou ausência de distúrbios metabólicos, dislipidemia e diabetes mellitus, frequentemente ligados a HAS. Serão selecionados 300 indivíduos, sendo 100 controles, 100 hipertensos e 100 pré-hipertensos. As variantes para eNOS G894T serão analisadas por reação em cadeia da polimerase (PCR) convencional. O produto pós PCR será submetido à RFLP (restriction fragment length polymorphism) com as enzimas de restrição BanII® e MboI® (Fermentas) O produto pós digestão enzimática será submetido gel de agarose 1,5% corado com GelRed®. A análise estatística compreenderá teste exato de Fisher ou Qui-quadrado e regressão multivariada com nível de significância para P<0,05.