Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da neuroplasticidade associada ao efeito terapêutico da estimulação elétrica cortical em modelos animais de síndromes dolorosas complexas

Processo: 12/03865-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Camila Squarzoni Dale
Beneficiário:Adriano Cardozo Franciosi
Instituição-sede: Hospital Sírio-Libanês. Sociedade Beneficente de Senhoras (SBSHSL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Plasticidade neuronal   Fibromialgia   Dor neuropática

Resumo

A dor neuropática é considerada uma patologia, pois a percepção dolorosa é desproporcionalmente exagerada, podendo ser evocada por estímulos inócuos ou ser gerada espontaneamente, perdendo o caráter de alerta da dor fisiológica. Além de ter a gênese ligada a lesões óbvias do Sistema Nervoso (SN), a dor neuropática é o sintoma principal de algumas síndromes complexas e virtualmente ausentes de lesão no tecido nervoso, que por esta razão vêm sendo agrupadas sob a denominação de Dor Disfuncional. A Fibromialgia e a Síndrome Dolorosa Regional Complexa-tipo I (SDCR-I) são duas integrantes deste grupo com considerável prevalência na população. Enquanto o conhecimento sobre a dor neuropática avançou nos últimos anos, a ausência de modelos para o estudo da dor disfuncional dificultou o crescimento proporcional no entendimento de seus mecanismos. Similarmente à dor neuropática de diversas origens, as síndromes dolorosas complexas não possuem tratamento específico sendo geralmente tratadas com a mesma classe de drogas utilizadas para outros tipos de dor crônica. Da mesma forma, grande parcela da população acometida por estas síndromes apresentam-se refratárias à terapêutica farmacológica. Uma alternativa que vem ganhando atenção nos últimos anos é a estimulação elétrica do córtex motor (ECM). Esta abordagem tem obtido resultados animadores no tratamento da dor neuropática em pacientes refratários a outros tipos de tratamentos. Embora os mecanismos envolvidos na analgesia induzida pela ECM sejam ainda pouco conhecidos, seu efeito provavelmente está vinculado à modulação da plasticidade sináptica em estruturas neurais que compõem o sistema nociceptivo. Importantes elementos dos fenômenos neuroplásticos que vêm sendo extensivamente estudados são os fatores tróficos da família das neurotrofinas, dentre as quais se destaca BDNF (brain-derived neurotrophic factor). A atividade desta neurotrofina, através de seu receptor (TrkB), desencadeia diversas cascatas de sinalização que culminam com efeitos rápidos através da modulação de canais iônicos, e com efeitos tardios através da ativação de fatores de transcrição como, por exemplo, CREB. O potencial terapêutico das neurotrofinas levou a descoberta recente de novos integrantes desta família de fatores tróficos, destacando-se MANF (mesencephalic astrocyte-derived neurotrophic factor) e CDNF (cerebral dopamine neurotrophic factor) por sua distribuição aparentemente restrita ao SNC e seu papel na proteção e restauração de neurônios dopaminérgicos após lesão. Devido à importância dos neurônios dopaminérgicos presentes na circuitaria associada ao córtex motor, bem como à sua presença em estruturas envolvidas com o processamento dos aspectos afetivos da dor, este trabalho tem por objetivo estudar a influência da estimulação elétrica do córtex motor sobre a expressão destas neurotrofinas em estruturas do sistema nociceptivo, bem como seu provável efeito neuroplástico em modelos animais de fibromialgia e SDCR-I. Para isso, o modelo experimental de fibromialgia será induzido pela administração sub-crônica de reserpina e o modelo de SDCR-I através da indução prolongada de isquemia seguida de reperfusão da pata posterior de ratos. A estimulação elétrica do córtex motor será transdural. Os níveis das proteínas (BDNF, MANF, CDNF, CREB e TrkB) serão determinados por western blott e a expressão gênica de canais iônicos será determinada por real-time PCR nas seguintes estruturas: Tálamo, Substância Cinzenta Periaquedutal, Córtex Cingulado Anterior e Medula Espinhal. Dessa forma, procuramos entender o papel de alguns fatores neurotróficos e sua sinalização celular sobre os mecanismos envolvidos no efeito analgésico de ECM.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FRANCIOSI, Adriano Cardozo. Investigação da neuroplasticidade associada ao efeito terapêutico da estimulação elétrica cotical em modelos animais de síndromes dolorosas complexas.. 2017. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Biomédicas (ICB/SDI) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.