Busca avançada
Ano de início
Entree

Intein ThrRS em espécies do gênero Candida: filogenia, potencial marcador molecular e alvo terapêutico

Processo: 12/04003-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Eduardo Bagagli
Beneficiário:Tâmara Heloísa Rocha Prandini
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/04811-6 - Identificação de polimorfismos e genotipagem de Candida orthopsilosis pela técnica de rad (restriction site associated DNA), BE.EP.DR
Assunto(s):Micologia   Candida   Treonina-tRNA ligase   Processamento alternativo   Técnicas de diagnóstico molecular

Resumo

Inteins ou internal proteins, são considerados elementos genéticos parasitas, pois utilizam o maquinário celular de replicação para se manter e em alguns casos se propagar na população. São sequências gênicas inseridas em genes codificadores conservados, as quais são transcritas e traduzidas juntamente com o gene hospedeiro, para então serem excisadas autocataliticamente, permitindo assim a funcionalidade normal da proteína hospedeira ou extein. O intein ThrRS ocorre no gene ThrRS (treonil RNAt-sintetase) de Candida tropicalis e nas espécies do complexo psilosis, composto por: C. parapsilosis, C. orthopsilosis e C. metapsilosis; estes dois últimos foram descritos no projeto FAPESP 2010/02674-0 em que o potencial marcador molecular deste elemento genético parasita foi sugerido. Devido à importância da proteína ThrRS, o intein ThrRS é considerado um importante alvo terapêutico para a avaliação de drogas que possam inibir o seu splicing, inviabilizando assim a função do ThrRS e, portanto, a sobrevivência da célula fúngica. Este projeto tem como objetivo o estudo de duas vertentes: biologia evolutiva e aplicada. A evolutiva visa o estudo da funcionalidade do intein ThrRS deduzida pelo grau de conservação dos motifs referentes aos domínios splicing e HE, bem como o estudo filogenético deste intein em espécies do complexo psilosis. A frente aplicada explorará o potencial terapêutico deste intein pelo desenvolvimento de um sistema de avaliação da atividade splicing do intein ThrRS no plasmídeo pMST a partir de uma proteína não-nativa em um modelo de E.coli, o que será útil para futuros testes de drogas anti-fúngicas inibidoras do splicing protéico. A ação da droga antineoplásica cisplatina, que sabidamente inibe o splicing do intein RecA, de Mycobacterium tuberculosis, será testada no modelo não-nativo desenvolvido em E. coli, para o intein ThrRS de C. parapsilosis, e também no crescimento in vivo de espécies de Candida com e sem o intein ThrRS. Portanto, o desenvolvimento deste projeto deverá possibilitar obter um maior conhecimento do padrão de distribuição deste elemento genético parasita nestas espécies de leveduras de interesse médico, seus perfis moleculares e filogenéticos, além de fornecer subsídios para novas alternativas terapêuticas e de diagnóstico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, JOSE A. L.; PRANDINI, TAMARA H. R.; CASTRO, MARIA DA CONCEICAO A.; ARANTES, THALES D.; GIACOBINO, JULIANA; BAGAGLI, EDUARDO; THEODORO, RAQUEL C. Evolution and Application of Inteins in Candida species: A Review. FRONTIERS IN MICROBIOLOGY, v. 7, OCT 10 2016. Citações Web of Science: 4.
ROCHA PRANDINI, TAMARA HELOISA; THEODORO, RAQUEL CORDEIRO; BRUDER-NASCIMENTO, ARIANE C. M. O.; SCHEEL, CHRISTINA M.; BAGAGLI, EDUARDO. Analysis of Inteins in the Candida parapsilosis Complex for Simple and Accurate Species Identification. Journal of Clinical Microbiology, v. 51, n. 9, p. 2830-2836, SEP 2013. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.