Busca avançada
Ano de início
Entree

Anatomia comparada dos Boinae (serpentes, Boidae) sul-americanos - uma abordagem osteológica para fins aplicativos na paleontologia de vertebrados

Processo: 12/04397-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Paleozoologia
Pesquisador responsável:Annie Schmaltz Hsiou
Beneficiário:Gabriel José Teixeira
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/14080-0 - Os Squamata (Reptilia, Lepidosauria) do Cretáceo e Terciário (Paleogeno/Neogeno) das bacias Bauru, Aiuruoca e Acre: sistemática, evolução e paleoambientes, AP.JP
Assunto(s):Osteologia   Anatomia   Paleontologia de vertebrados   Boidae   Paleontologia

Resumo

Apesar da ancestralidade incerta, as Serpentes modernas são consideradas um grupo monofilético e inclui dois clados irmãos: os Scolecophidia e os Alethinophidia. Os Scolecophidia são serpentes basais, conhecidas vulgarmente por "cobras cegas"; os Alethinophidia são muito mais diversificados, e são subdivididos em dois clados, Anilioidea e Macrostomata. Dentre os Macrostomata, os Boidae são serpentes que se distribuem pelas Américas (Boa, Epicrates, Eunectes e Corallus), Madagascar (Acrantophis e Sanzinia) e algumas nas ilhas do Pacífico ocidental (Candoia) e têm uma história evolutiva que datam do final da Era Mesozóica, no Cretáceo Superior. A grande maioria do registro fóssil de serpentes, bem como de boídeos, são vértebras isoladas, e sua comparação com as formas recentes torna-se importante na medida que novos registros fósseis surgem. Este projeto visa analisar vértebras pré-cloacais de dois gêneros de Boinae sul-americanos: Epicrates e Corallus, com o intuito de averiguar a variação intracolunar e intra e interespecífica, e também a comparação com os outros dois gêneros viventes, Boa e Eunectes. O propósito deste projeto é reconhecer caracteres variáveis entre os táxons que podem conter potenciais informações filogenéticas e que permitam uma análise paleontológica mais apropriada de alguns fósseis ainda não descritos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.