Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos químicos do óleo essencial dos rizomas frescos e secos de Zingiber officinale Roscoe de diferentes procedências e avaliação da atividade antiproliferativa in vitro em culturas de células tumorais humanas

Processo: 12/04810-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Vera Lúcia Garcia
Beneficiário:Nathália Alves Dias
Instituição-sede: Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Paulínia , SP, Brasil
Assunto(s):Zingiber officinale   Plantas medicinais   Óleos essenciais

Resumo

A importância do estudo da atividade antitumoral de plantas medicinais está relacionada com o fato de o câncer ser um dos maiores problemas de saúde pública no Brasil e no mundo. Nos Estados Unidos, surgem aproximadamente um milhão de novos casos por ano. No Brasil, o número de casos de câncer aumenta a cada ano e no Sudeste brasileiro, os tumores malignos representam a segunda maior causa de óbitos. O CPQBA/UNICAMP vem desenvolvendo estudos de triagem de plantas medicinais com potencial atividade anticâncer desde 1996, seguindo a mesma metodologia do National Câncer Institute (NCI-USA). Resultados preliminares obtidos por nosso grupo de pesquisa revelaram potencial atividade antiproliferativa in vitro do óleo essencial dos rizomas de gengibre. A espécie Zingiber officinale Roscoe, família das Zingiberaceae, é uma erva rizomatosa de cheiro e sabor picante, originária da Ásia e amplamente cultivada no Brasil. Seus rizomas são utilizados como especiarias e inúmeros estudos indicam várias propriedades farmacológicas: estimulante para o sistema digestório, antimicrobiana, antinflamatória, antirreumática e antiviral, dentre outras. A atividade antiproliferativa in vitro do óleo essencial de gengibre (material fresco) foi avaliada em 9 linhagens de células tumorais e revelou potencial atividade frente as linhagens de Ovário (OVCAR-3), Ovário com fenótipo resistente a multidroga (NCI-ADR/RES) e Melanoma (UACC-62). Estes resultados nos motivaram a propor este projeto de pesquisa, com objetivo de realizar estudos químicos comparativos entre os OE´s dos rizomas frescos e secos de Z. officinale cultivado no CPQBA e obtido do mercado regional, bioguiados através de ensaios de atividade antiproliferativa in vitro