Busca avançada
Ano de início
Entree

Quem usa capacete de vidro, é melhor não entrar num combate de pedras: a poética de boccaccio

Processo: 12/04647-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Estrangeiras Modernas
Pesquisador responsável:Doris Nátia Cavallari
Beneficiário:Pedro Falleiros Heise
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Literatura italiana   Poética

Resumo

Este projeto pretende estabelecer os parâmetros dentro dos quais trabalharemos para analisar a poética de Giovanni Boccaccio. Embora o autor do Decameron não tenha deixado nenhum escrito específico sobre sua poética, é possível estudá-la através de trechos de algumas de suas obras que compõem o período denominado pós-decameroniano, a saber, as Genealogie deorum gentilium, o Trattatello in laude di Dante e as Esposizioni sopra la Comedia di Dante. O ponto de partida será o exame da posição ideológica de Boccaccio nas referidas obras, posição que se encontra também em algumas de suas epístolas, sem excluir, naturalmente, o próprio Decameron. Em consequência disto, será necessário investigar o ambiente em que se inseria a discussão sobre poesia encontrada nas obras de Boccaccio. Assim, o projeto buscará situar a poética do escritor em relação às outras correntes literárias e não literárias de sua época. Trata-se, principalmente, de enfrentar o problema da associação entre fábula e mentira: se o poeta é um compositor de fábulas, ele será também um mentiroso. Ao rebater esta crítica, Boccaccio entra no combate da legitimação e autonomia da poesia em relação à teologia e à filosofia. Neste sentido, esta pesquisa pretende contribuir para o debate sobre a poética de um autor que entrou numa luta a fim de defender a liberdade moral e intelectual da poesia e, consequentemente, dos poetas.