Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento do reator anaeróbio de leito fluidificado submetido à diferentes concentrações de surfactante não iônico

Processo: 12/05053-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Maria Bernadete Amâncio Varesche
Beneficiário:Caio Amancio Cristovão Martins
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Tensoativos

Resumo

O surfactante não iônico álcoollinear etoxilado (LAE) é um importante componente dos produtos de limpeza. Nas últimas décadas estes surfactantes não iônicos tem chamado grande atenção, principalmente devido a seu elevado consumo tanto em produtos de uso domésticos quanto industriais. Este grande consumo mundial tende a aumentar o lançamento deste composto em esgoto doméstico e água residuária industrial, podendo comprometer o processo de tramento, seja devido à formação de espuma ou inibição de microrganismos responsáveis pelo tratamento biológico. A degradação do álcool linear etoxilado em sistema aeróbio vem sendo bastante estudada. Entretanto, em sistema anaeróbio há carência de experimentos com este propósito. O presente trabalho insere-se neste contexto com a proposta de estudar a eficiência de remoção da matéria orgânica em reator anaeróbio de leito fluidificado com biofilme aderido submetidos a diferentes concentrações de LAE. O reator anaeróbio de leito fluidificado, em escala de bancada (1,3 L), será preenchido com areia como material suporte e operado de forma contínua. O reator será inoculado com lodo proveniente de reator UASB utilizado no tratamento de efluentes líquidos de dejetos de suinocultura e será alimentado com substrato sintético acrescido de LAE (Genapol® C-100). As fases de operação serão referentes à inoculação e adaptação da biomassa e acréscimo de surfactante nas concentrações nominais de 50 mg/L e 100 mg/L. Serão realizadas análises de pH, alcalinidade, DQO, LAE e ácidos orgânicos voláteis para o monitoramento do afluente e efluente do reator.