Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de espécies arbóreas nativas de diferentes grupos ecológicos para uso em Reserva Legal

Processo: 12/06190-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Manejo Florestal
Pesquisador responsável:Paulo Yoshio Kageyama
Beneficiário:Carla Riovane Chiles
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Restauração florestal   Reserva legal

Resumo

A maioria das propriedades rurais do Brasil não possui Reserva Legal, pois existem barreiras culturais e econômicas que fazem com que a maioria dos agricultores deixe de cumprir a legislação. A Reserva Legal tem importante papel na conservação da biodiversidade e na manutenção do equilíbrio ecológico, além de poder fornecer bens econômicos através do manejo sustentável. Deste modo, é importante conhecer as características dos grupos ecológicos para a compreensão do comportamento das espécies arbóreas nativas com potencial econômico, para adotar um modelo de restauração dessas áreas que garantam uma alternativa de fonte de renda para os pequenos produtores rurais. Diante disso, o presente trabalho tem como objetivo avaliar o potencial madeireiro de três espécies arbóreas nativas - Canafístula, Pau-Marfim e Jatobá - em ensaio de grupos ecológicos, visando o plantio dessas espécies em áreas de Reserva Legal de pequenas propriedades rurais. O campo será realizado em uma área restaurada que foi estabelecida em 1989, localizada em Promissão-SP, pertencente à empresa AES Tietê. Para a avaliação das espécies serão coletados os dados da altura e DAP e será realizada a análise da forma do fuste. A avaliação da qualidade da madeira será realizada a partir da obtenção de propriedades mecânicas e física da madeira, onde serão coletadas amostras do tronco de três indivíduos de cada espécie. Além disso, serão realizadas revisão bibliográfica e pesquisa de preços para analisar a viabilidade econômica das respectivas madeiras.