Busca avançada
Ano de início
Entree

Prospecção de microrganismos endofíticos para degradar compostos tóxicos utilizados na cultura canavieira

Processo: 12/08235-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Natalia Reiko Sato Miyasaka
Beneficiário:Alessandra Volpe Diogo
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Bragança Paulista. Bragança Paulista , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50917-2 - Prospecção de microorganismos endofíticos para degradar compostos tóxicos utilizados na cultura canavieira, AP.BTA.R
Assunto(s):Biorremediação   Agrotóxicos   Micro-organismos endofíticos   Bioprospecção   Biodegradação

Resumo

A cana-de-açúcar é a matéria-prima das 307 usinas de álcool e açúcar existentes no Brasil, sendo 128 localizadas no Estado de São Paulo. São usinas e destilarias que alimentam um círculo virtuoso: produzem açúcar como alimento, energia elétrica vinda da queima do bagaço nas caldeiras, álcool hidratado para movimentar veículos e álcool anidro para melhorar o desempenho energético e ambiental da gasolina, além de ser matéria-prima da indústria alcoolquímica. Com 3 kg de açúcar e 17,1 kg de bagaço pode-se obter, por exemplo, 1 kg de plástico biodegradável derivado da cana, utilizando-se como solventes outros subprodutos da usina. Do bagaço, obtêm-se alimentação animal, papéis, fármacos e produtos como o furfurol, de alta reatividade, para a síntese de compostos orgânicos, com grande número de aplicações na indústria química e farmacêutica. O Brasil é o maior produtor do mundo de cana-de-açúcar, seguido pela Índia e Austrália. A mesma cana pode ser colhida até cinco vezes, mas a cada ciclo deve ser utilizada grande quantidadde de agrotóxicos a fim de manter a produtividade. A degradação de compostos xenobióticos (compostos sintéticos e estranhos ao meio ambiente) por microrganismos tem se destacado nos últimos anos como uma solução efetiva para a biorremediação. Das 300.000 espécies de plantas descritas, apenas algumas tem sido estudadas quanto aos microrganismos endofíticos relacionados. Consequentemente, existe uma grande oportunidade de se encontrar microrganismos endofíticos novos e benéficos para o homem e o ambiente. Assim, um dos objetivos deste trabalho é realizar estudos sobre a diversidade de endofíticos que apresentem a capacidade de degradação de compostos xenobióticos, como os agrotóxicos utilizados intensivamente na cultura de cana-de-açúcar. Pretende-se caracterizar estes microrganismos morfologicamente e também chegar à identificação, a nível molecular, através da técnica do seqüenciamento do gene 16S rRNA dos microrganismos com maior potencial para a degradação destes compostos. Pretende-se também avaliar a capacidade de degradação através de análises de acompanhamento em Cromatógrafo Líquido de Alta Eficiência (CLAE/HPLC) e avaliar a ecotoxicidade dos sub-produtos formados.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.