Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da suplementação com carboidratos durante treinamento intensivo na expressão de genes da resposta imune em corredores de elite

Processo: 11/08555-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Maria Elizabeth Rossi da Silva
Beneficiário:Maysa Vieira de Sousa
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Carboidratos   Exercício físico   Inflamação   Expressão gênica   Proteínas de choque térmico
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Carboidratos | Exercício | expressão gênica | Inflamação | microarrays | proteínas de choque térmico | Fisiologia e Genética

Resumo

Há evidências crescentes que o sistema imunológico serve como importante indicador fisiológico da capacidade de trabalho de um indivíduo. Isto tem levado à hipótese de que o excesso de treinamento físico que pode dar origem a síndrome de overtraining, que afeta 65% dos corredores de longa distância em algum momento da sua carreira profissional, sendo caracterizada por fadiga generalizada, depressão, perda de apetite, infecções do trato respiratório superior, dores musculares e articulares, além da condição de decréscimo a longo prazo na capacidade de desempenho dos atletas, possa ser oriunda de um desarranjo da resposta imune. As proteínas de choque térmico participam de uma variedade de processos fisiológicos celulares como o controle do ciclo celular e durante momentos de estresse agem como sinais de perigo para alertar sistema imunológico, além de serem utilizadas no processo de reparo de diferentes tipos de injúrias. Assim acredita-se que a compreensão dos mecanismos celulares envolvidos, possa beneficiar o desempenho físico e a recuperação entre as sessões de treinamento, além de minimizar o estresse oxidativo e a inflamação, contribuindo para a elucidação dos mecanismos sua sinalização, por meio da tecnologia de microarray. Não obstante, é fato conhecido que as dietas deficientes em carboidratos prejudicam a capacidade de recuperação das microlesões pós-treino, consequente de um estado catabólico acentuado que, por sua vez, interfere no desempenho durante os treinamentos. Entretanto, ainda não há estudos mostrando os efeitos da dieta com diferentes concentrações de CHO nas heat shock proteins (HSP) durante treinamento intensivo (overload) em corredores competitivos. Como os efeitos dos carboidratos durante o treinamento intensivo na resposta das HSP ainda não foi investigado, caso a suplementação resulte em diminuição da resposta ao estresse, poderemos demonstrar o seu benefício na qualidade do treinamento. Além disso, na tentativa de minimizar as conseqüências da fase de overload que podem ser cruciais nos atletas pois favorecem a instalação de doenças, a diminuição na performance física, além da sensação de insatisfação profissional, torna-se relevante o planejamento de estratégias nutricionais associadas à monitorização da expressão gênica, além de exames clínicos periódicos nessa fase de treinamento. Pretendemos elucidar essa interação bidirecional entre exercício e alimentação nos aspectos genéticos, o que nos possibilitará o estabelecimento de recomendações nutricionais e de carga adequada e personalizada de treinamento, baseadas na expressão gênica, preservando a saúde do atleta. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)