Busca avançada
Ano de início
Entree

Obtenção de sílicas mesoporosas altamente ordenadas a partir da cinza de casca de arroz e do bagaço de cana-de-açúcar

Processo: 12/07848-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Jivaldo do Rosário Matos
Beneficiário:Juliana Ferreira de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Análise térmica   Nanotecnologia   Sílica mesoporosa   Resíduos agrícolas   Bagaço de cana-de-açúcar   Cascas de arroz

Resumo

As cascas de arroz (CAs) são um subproduto da indústria do arroz e contém sílica em sua composição. A queima deste material pode ser realizada, entre outros motivos, para a geração de energia. O descarte das cascas ou de suas cinzas causa impacto ambiental, por serem estes materiais pouco densos. O bagaço de cana-de-açúcar (BCA) também apresenta sílica como um de seus constituintes. A energia resultante de sua queima é utilizada para o abastecimento das usinas de açúcar e etanol. Também, o descarte das cinzas resultantes deste processo é problemático. A sílica isolada destas matérias-primas pode ser utilizada para a síntese de sílicas mesoporosas altamente ordenadas (SMAOs), em substituição ao tetraetil ortossilicato, uma fonte de sílica sintética, cujo processo de obtenção é dispendioso, além de trazer riscos ambientais e à saúde. As SMAOs são materiais com potencial para diversas aplicações, destacando-se o uso como suportes catalíticos, adsorventes e meios para encapsulação de fármacos. Devido a essas potencialidades, este trabalho objetiva obter SMAOs empregando-se a sílica isolada da CA e BCA, contribuindo assim, para resolver o problema da destinação final de resíduos gerados pelas indústrias do setor. As matérias-primas e as cinzas serão caracterizadas por técnicas físico-químicas e analíticas, dentre elas, TG/DTG, DSC, análise elementar (C, H e N), espectroscopia no infravermelho, DRX e fluorescência de raios X. As propriedades das SMAOs serão avaliadas com base nos resultados de MEV e MET, isotermas de adsorção/dessorção de nitrogênio e SAXS-RDC. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)