Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de depressão, ansiedade, qualidade de vida e bem-estar psicológico em pacientes com diagnóstico de neoplasia endócrina múltipla tipo 2

Processo: 12/04698-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Delmar Muniz Lourenço Jr
Beneficiário:Karine Cândido Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endocrinologia   Neoplasia endócrina múltipla tipo 2   Feocromocitoma   Depressão   Qualidade de vida   Ansiedade

Resumo

Introdução: A neoplasia endócrina múltipla tipo 2 (MEN2) é uma doença hereditária autossômica dominante causada por mutação germinativa RET, que cursa com carcinoma medular de tireóide (CMT), feocromocitoma (Feo) e hiperparatireoidismo. O CMT é uma neoplasia maligna, pouco responsiva a quimio/radioterapia, que se desenvolve já na 1ª década de vida. Assim, tireoidectomia profilática é indicada antes dos 5 ou dos 10 anos, dependendo do códon mutado, para assegurar a cura. Entretanto, muitos pacientes são diagnosticados com tumores avançados na vida adulta. Diferente da maioria das neoplasias malignas, o CMT é um tumor de crescimento lento e os pacientes convivem com o diagnóstico de câncer por décadas. Além disto, podem desenvolver Feo, predispondo-os ao risco de óbito por infarto do miocárdio ou acidente vascular em idade jovem. Somam-se situações de stress como risco de transmissão aos descendentes, expectativa de resultados de exames periódicos e risco de múltiplas cirurgias. Contrastando com estudos clínico-genéticos, há poucos trabalhos enfocando os aspectos psíquicos em MEN2. O doente oncológico pode desenvolver sintomas psicológicos de: ansiedade, depressão, angústia, medo de recorrência da doença, perturbações psicossomáticas, stress decorrente das cirurgias e auto-conceito negativo. Objetivos: avaliar sintomatologia ansiosa e depressiva, qualidade de vida, ajustamento psicológico, presença de culpa auto-referida pela transmissão da doença aos filhos, conhecimento da doença e adesão ao tratamento. Casuística: Avaliação de 50 pacientes pertencentes a 25 famílias com diagnóstico clínico/gênico de MEN2. Metodologia: Avaliação psicológica por Entrevista semi-dirigida, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão, European Organization for Research and Treatment of Cancer Quality of Life, Escala de Ajustamento Mental para Câncer e Estrutura Fatorial. A análise dos dados será realizada de modo quantitativo e qualitativo.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RODRIGUES, KARINE C.; TOLEDO, RODRIGO A.; COUTINHO, FLAVIA L.; NUNES, ADRIANA B.; MACIEL, RUI M. B.; HOFF, ANA O.; TAVARES, MARCOS C.; TOLEDO, SERGIO P. A.; LOURENCO, JR., DELMAR M. Assessment of Depression, Anxiety, Quality of Life, and Coping in Long-Standing Multiple Endocrine Neoplasia Type 2 Patients. THYROID, v. 27, n. 5, p. 693-706, MAY 2017. Citações Web of Science: 6.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RODRIGUES, Karine Cândido. Avaliação de depressão, ansiedade, qualidade de vida e bem-estar psicológico em pacientes com diagnóstico de neoplasia endócrina múltipla tipo 2. 2015. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.