Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da adição de nanopartículas sobre a dureza, resistência a ruptura e deformação permanente de silicone facial submetido ao envelhecimento acelerado

Processo: 12/05270-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Marcelo Coelho Goiato
Beneficiário:Adhara Smith Nobrega
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Prótese bucomaxilofacial   Silicone   Dureza

Resumo

Apesar de satisfatórias, as próteses maxilofaciais apresentam limitações quanto à estética, conforto e durabilidade. Por isso estudos com o objetivo de melhorar as propriedades desses materiais são incessantes. É comprovada a eficiência da adição de nanopartículas na proteção de silicones, evitando a degradação da sua cor, no entanto a literatura é escassa quando se refere a outras alterações das propriedades físicas causadas no silicone facial. Assim, o objetivo deste estudo será avaliar a influência da adição de nanopartículas na ruptura, deformação permanente e dureza do Silicone Facial Silastic MDX4-4210. Serão confeccionadas 520 amostras em silicone facial, sendo 260 dessas amostras para o teste de ruptura, 130 para o teste de dureza e 130 para o teste de deformação permanente. As nanopartículas adicionadas na confecção das amostras de silicone serão: óxido de zinco (ZnO); sulfato de bário (BaSO4) e dióxido de titânio (TiO2). Para cada teste (exceção do teste de ruptura, no qual a quantidade de amostras será confeccionada em duplicata), 40 amostras de silicone serão confeccionadas com adição de cada um dos tipos de nanopartículas, totalizando 120 amostras; e 10 amostras somente de silicone (controle), sem nanopartículas. Para cada tipo de nanopartícula proposta a ser adicionada ao silicone facial, 20 amostras serão confeccionadas na concentração de 1% e 20 na concentração de 2%. Para cada concentração de nanopartículas, metade (10 amostras) será com adição de tinta a óleo e a outra metade sem tinta a óleo. As amostras serão submetidas aos ensaios de dureza, resistência a ruptura e deformação permanente, e 1008 horas de envelhecimento acelerado. Os dados obtidos serão submetidos ao teste de aderência à curva normal, sendo aplicado teste estatístico apropriado para a comparação dos valores médios de cada ensaio realizado.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
NOBREGA, ADHARA S.; ANDREOTTI, AGDA M.; MORENO, AMALIA; SINHORETI, MARIO A. C.; DOS SANTOS, DANIELA M.; GOIATO, MARCELO C. Influence of adding nanoparticles on the hardness, tear strength, and permanent deformation of facial silicone subjected to accelerated aging. JOURNAL OF PROSTHETIC DENTISTRY, v. 116, n. 4, p. 623-629, OCT 2016. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.