Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização metabólica dos microfungos associados às formigas cortadeiras (Hymenoptera: Formicidae)

Processo: 12/07217-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:André Rodrigues
Beneficiário:Rafael Rodrigues da Costa
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/16765-0 - Código de barras de DNA e potencial biotecnológico dos microfungos associados aos ninhos das formigas cortadeiras, AP.JP
Assunto(s):Leveduras   Fungos filamentosos   Enzimas   Micologia

Resumo

As formigas cortadeiras apresentam uma associação obrigatória de mutualismo com fungos, que são cultivados em folhas e flores frescas coletadas pelas operárias. Além do fungo mutualista são encontrados outros micro-organismos nos ninhos, dentre eles os microfungos (i.e. leveduras e fungos filamentosos). Pouco se conhece sobre o papel desses micro-organismos na interação inseto-fungo mutualista. Devido à capacidade dos microfungos em produzir enzimas hidrolíticas, sugere-se que tais micro-organismos influenciem no metabolismo do substrato vegetal no qual o fungo mutualista é cultivado. O presente projeto visa caracterizar o perfil enzimático dos microfungos isolados de espécies de cortadeiras que apresentam diferentes hábitos de forrageamento, Atta sexdens rubropilosa (cortadeira de dicotiledônea) e e Atta capiguara (cortadeiras monocotiledônea). Será avaliado in vitro o perfil de produção das enzimas celulases, amilases, xilanases, pectinases e poligalacturonases dos microfungos isolados. Com a comparação dos perfis enzimáticos dos microfungos de cada grupo de cortadeiras (dico x monocotiledôneas), espera-se avançar na compreensão do papel desses micro-organismos nos ninhos. É possível que cortadeiras com diferentes hábitos de forrageamento apresentem em seus ninhos microfungos com diferentes perfis de produção enzimática. Além disso, aqueles isolados que apresentarem amplo espectro de produção enzimática serão utilizados em experimentos in vitro para verificar se extratos de cultivo desses microfungos influenciam no crescimento do fungo mutualista. Esse estudo também contribuirá com o aumento do acervo do Banco de Micro-organismos do Instituto de Biociências, com o depósito de fungos com identificação autêntica e que apresentem potencial biotecnológico.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.