Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de vias de sinalização em células-tronco da leucemia mielóide aguda de novo

Processo: 11/17112-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 01 de outubro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Eduardo Magalhães Rego
Beneficiário:Mariana Tereza de Lira Benício
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/23651-0 - Comparação entre os mapeamentos de Metilação do DNA genômico de células CD34+CD38-ALDHhigh e CD34+CD38-ALDHint isoladas de pacientes com leucemia mielóide aguda, BE.EP.DR
Assunto(s):Leucemia mieloide aguda   Transdução de sinais   Hematologia

Resumo

As leucemias mielóides agudas (LMA) constituem um grupo heterogêneo de doenças, cuja fisiopatogenia está associada a alterações em genes envolvidos no controle da diferenciação celular, proliferação e/ou apoptose. A caracterização dessas alterações possibilitou a identificação de marcadores de prognóstico, que além de guiarem a escolha de abordagens terapêuticas adaptadas ao risco, se tornaram alvos para o desenvolvimento de agentes terapêuticos. Entretanto, com exceção da leucemia promielocítica aguda (LPA) associada à t(15;17), poucos avanços foram alcançados na terapia da LMA. Há cerca de duas décadas os pacientes com LMA são uniformemente tratados com uma combinação de um antracíclico e citarabina. Remissões completas são comumente alcançadas, mas são frequentemente seguidas por recaídas, atribuídas à ineficácia dos quimioterápicos em eliminar as populações de células-tronco leucêmicas (CTLs). Os mecanismos responsáveis pela resistência das CTLs aos quimioterápicos não estão completamente esclarecidos, mas a utilização de vias de sinalização alternativas moduladas pela ação dos quimioterápicos é um mecanismo em potencial, que poderia justificar a resposta diferencial das CTLs ao microambiente. Diante do exposto, o presente trabalho tem como principal objetivo identificar vias de sinalização aberrantes em células iniciadoras de leucemia isoladas de linhagens da LMA, as quais estejam associadas a um maior potencial de enxertia após xenotransplante e que, portanto, constituam alvos em potencial para intervenção terapêutica.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE LIRA BENICIO, MARIANA TEREZA; TIBURCIO RIBEIRO, ANA FLAVIA; AMERICO, ANDRE D.; FURTADO, FELIPE M.; GLORIA, ANA B.; LIMA, ALEIDE S.; SANTOS, SILVANA M.; XAVIER, SANDRA G.; LUCENA-ARAUJO, ANTONIO R.; FAGUNDES, EVANDRO M.; REGO, EDUARDO M. Evaluation of the European LeukemiaNet recommendations for predicting outcomes of patients with acute myeloid leukemia treated in low- and middle-income countries (LMIC): A Brazilian experience. Leukemia Research, v. 60, p. 109-114, SEP 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.