Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da microextração líquido-líquido dispersiva para determinação do levetiracetam e da risperidona por técnicas cromatográficas acopladas a espectrometria de massas

Processo: 12/07210-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Cristiane Masetto de Gaitani
Beneficiário:Greyce Kelly Steinhorst Alcantara
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/15942-4 - Avaliação da técnica de microextração líquido-líquido dispersiva baseada no uso de líquidos iônicos para a determinação do levetiracetam por cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massas, BE.EP.DR
Assunto(s):Risperidona   Levetiracetam

Resumo

O procedimento de preparo da amostra é de fundamental importância para a análise de fármacos presentes em matrizes biológicas a fim de eliminar os interferentes endógenos e se obter uma fração pré-enriquecida do analito em questão. Os métodos convencionais para o preparo de amostras, como a extração líquido-líquido e a extração em fase sólida, ainda são os mais empregados. Entretanto, as técnicas de extração miniaturizadas vêm ganhando espaço na área analítica devido às suas inúmeras vantagens. Estas empregam uma quantidade muito reduzida de amostra, uma quantidade mínima ou nenhuma de solventes orgânicos (química verde), potencial de automação, redução nas etapas de preparação das amostras e rapidez. Desta forma, o objetivo deste projeto é avaliar a microextração líquido-líquido dispersiva (DLLME) para análise do levetiracetam (LEV), um antiepilético, e para análise da risperidona (RSP), um antipsicótico, em plasma humano por técnicas cromatográficas acopladas à espectrometria de massas. O tratamento prévio do plasma para remoção das proteínas plasmáticas será realizado por ultrafiltração empregando filtros Amicon (poros de 10 kDa. A seguir, 1 mL de permeado límpido será submetido à DLLME onde serão avaliados os parâmetros tipo e volume de solvente extrator e dispersor, pH do meio, efeito da força iônica e tempo de extração. Após os parâmetros da DLLME terem sido otimizados, o método será validado em acordo com os guias oficiais, ANVISA (2012) e EMEA (2011) e, aplicado em amostra de plasma de um paciente em tratamento.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
STEINHORST ALCANTARA, GREYCE KELLY; CALIXTO, LEANDRO AUGUSTO; ROCHA, BRUNO ALVES; BARBOSA JUNIOR, FERNANDO; MORAES DE OLIVEIRA, ANDERSON RODRIGO; DE GAITANI, CRISTIANE MASETTO. A fast DLLME-LC-MS/MS method for risperidone and its metabolite 9-hydroxyrisperidone determination in plasma samples for therapeutic drug monitoring of patients. Microchemical Journal, v. 156, JUL 2020. Citações Web of Science: 0.
STEINHORST ALCANTARA, GREYCE KELLY; CALIXTO, LEANDRO AUGUSTO; BERALDO DE MORAES, LUIZ ALBERTO; COSTA QUEIROZ, REGINA HELENA; MORAES DE OLIVEIRA, ANDERSON RODRIGO; DE GAITANI, CRISTIANE MASETTO. Determination of Levetiracetam in Human Plasma by Dispersive Liquid-Liquid Microextraction Followed by Gas Chromatography-Mass Spectrometry. JOURNAL OF ANALYTICAL METHODS IN CHEMISTRY, 2016. Citações Web of Science: 3.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALCANTARA, Greyce Kelly Steinhorst. Avaliação da microextração líquido-líquido dispersiva para determinação do levetiracetam e da risperidona por técnicas cromatográficas acopladas a espectrometria de massas. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.