Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento da qualidade de água subterrânea na área do lixão desativado de São Carlos, SP

Processo: 12/08345-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Recursos Hídricos
Pesquisador responsável:Valdir Schalch
Beneficiário:Mirele Martins Andrade
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Qualidade da água   Resíduos urbanos   Contaminação

Resumo

O Brasil, assim como a maioria dos países subdesenvolvidos, ainda lida com as consequências da gestão inadequada de seus resíduos. Nesse contexto, lixões e aterros controlados passaram a ser alvos de fiscalização e pesquisa, por representarem áreas potenciais de contaminação aos recursos hídricos. Em alguns municípios brasileiros, esses depósitos de resíduos situam-se em solos vulneráveis à infiltração do lixiviado e, portanto, alteram as características físico-químicas e biológicas de mananciais superficiais e subterrâneos. O antigo lixão de São Carlos apresenta uma configuração semelhante, pois foi instalado sobre uma área de recarga do Sistema Aquífero Guarani (SAG), importante reserva de água para a América Latina. Por isso, este projeto visa monitorar a qualidade da água subterrânea na área deste lixão desativado, através da análise das características físico-químicas da água coletada em piezômetros pré-existentes no local. Ademais, espera-se que este trabalho forneça subsídios para outros projetos que buscam proteger o SAG, especialmente para um projeto de doutorado desenvolvido simultaneamente na mesma área de estudo, o qual busca avaliar o transporte e a mobilização de poluentes na sua zona não-saturada.