Busca avançada
Ano de início
Entree

Lixiviação de Pb-210 em colunas de solos tropicais condicionados com gesso agrícola

Processo: 12/10011-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Nuclear - Aplicações de Radioisótopos
Pesquisador responsável:Barbara Paci Mazzilli
Beneficiário:Nivia Figueiredo de Almeida Meneses
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Radioquímica   Fosfogesso

Resumo

O fosfogesso, subproduto da indústria nacional de fertilizantes fosfatados, é gerado em larga escala no Brasil. Estima-se que a quantidade estocada até o momento é de cerca de 69 milhões de toneladas. Embora a composição do fosfogesso seja basicamente sulfato de cálcio di-hidrato, o material pode conter níveis elevados de impurezas que provêm da rocha fosfatada que é usada como matéria prima na produção de ácido fosfórico. Entre essas impurezas pode ocorrer um acréscimo de radioatividade natural, devido à presença de elementos radioativos das séries naturais do urânio e do tório, que inviabilize seu reaproveitamento. O fosfogesso pode ser utilizado como condicionador de solo, e assim passa a ser denominado gesso agrícola. Sua aplicação na agricultura se deve ao fato deste subproduto apresentar alta solubilidade, podendo melhorar a estrutura do solo e da área cultivável, reduzir a erosão do solo, aumentar os níveis de enxofre e fósforo disponíveis e melhorar a composição dos fertilizantes. Atualmente parte do fosfogesso tem sido estocada em pilhas ao ar livre e parte tem sido utilizada como gesso agrícola. Portanto, torna-se importante, estudar a biodisponibilidade dos radionuclídeos relevantes do ponto de vista radiológico (238U, 232Th, 226Ra, 228Ra e 210Pb) e dos elementos (As e metais Cd, Cr, Hg e Pb), presentes no gesso agrícola de procedência brasileira, levando em consideração sua aplicação em solo agricultável. Para tanto, foi submetido e aprovado um projeto de auxílio à pesquisa à FAPESP intitulado "Lixiviação de metais e radionuclídeos em colunas de solos tropicais condicionados com gesso agrícola" (Projeto FAPESP 2010-10587-0). Para este estudo serão utilizadas colunas contendo solo arenoso e argiloso condicionados com gesso agrícola, que serão percoladas com solução de EDTA, que permite a lixiviação branda destes elementos.O plano de trabalho de Iniciação Científica é parte integrante deste projeto e tem como objetivo determinar a concentração do radionuclídeo 210Pb da série natural do urânio em amostras de solução lixiviada de colunas de solos tropicais condicionados com gesso agrícola utilizando a técnica de cintilação em fase líquida.