Busca avançada
Ano de início
Entree

Estresse oxidativo induzido por metais: novas abordagens

Processo: 12/10949-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Pesquisador responsável:Ricardo Antunes de Azevedo
Beneficiário:Giovana Padovini da Cunha
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/54676-0 - Estresse oxidativo induzido por metais: novas abordagens, AP.TEM
Assunto(s):Estresse oxidativo   Metais pesados

Resumo

Decomposição de amostras de tecido vegetal e determinação de metais por ICP OE. Em estudos analíticos, o preparo adequado das amostras é essencial para garantir um bom desempenho nas etapas analíticas posteriores. Sendo assim, a metodologia utilizada na etapa de pré-tratamento de amostras deve ser escolhida levando-se em conta alguns parâmetros, como natureza da amostra e dos analitos; eficiência na eliminação de interferentes e precisão e exatidão desejada. Deve-se, portanto, averiguar as vantagens e limitações de cada metodologia como um todo. Levando-se em conta o objetivo principal do projeto, que consiste em avaliar o modo de ação e o papel dos antioxidantes na proteção de plantas de tomate (cultivar Micro-Tom) ao estresse ocasionado pela presença de metais tóxicos, estabeleceu-se o emprego de algumas técnicas analíticas tanto para o preparo das amostras como para a determinação de metais nas mesmas , especificamente Cd e Al. Quanto à etapa de pré-tratamento , a técnica utilizada será a decomposição em forno microondas, a qual atende requisitos como simplicidade, rapidez, emprego de pequenos volumes de reagentes e obtenção de resultados precisos e exatos; além disso, a técnica é adequada para o preparo da amostra para a etapa de determinação de metais, onde a técnica utilizada será a de ICP OES, a qual possibilita a determinação de um grande número de elementos de forma rápida e analisa uma grande variedade de amostras. Mediante a associação de tais técnicas, será possível estabelecer um estudo quanto ao acúmulo de metais nos diferentes tecidos das plantas auxiliando na avaliação das respostas bioquímicas e morfológicas. (AU)