Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de aspectos econômicos e ambientais da produção integrada de bioenergia e alimentos

Processo: 11/06917-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Joaquim Eugênio Abel Seabra
Beneficiário:Simone Pereira de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/19157-4 - Uso de algas para mitigação das emissões de CO2 no Setor Sucroenergético através de um novo modelo de biorrefinaria, BE.EP.DR
Assunto(s):Gases do efeito estufa   Avaliação econômica   Avaliação do ciclo de vida   Biocombustíveis   Biorrefinarias

Resumo

Como forma de aprimorar a eficiência e buscar sinergia entre a produção de bioenergia e alimentos, complexos integrados (biorrefinarias) capazes de produzir diferentes produtos (tais como combustíveis, químicos, potência e, inclusive, alimentos) a partir de diferentes matérias-primas têm sido propostos. Tais complexos podem reduzir o comprometimento de terras destinadas à produção de bioenergia, bem como proporcionar a diversificação e otimização dos sistemas agropecuários. Um exemplo é a integração da produção de biodiesel a uma usina de bioetanol. Dentre as vantagens desse sistema, têm-se o aproveitamento do know-how brasileiro no cultivo e produção de biodiesel de soja, divisão de custos, otimização no uso das instalações e do maquinário e melhoria da renovabilidade dos biocombustíveis. Mas a sustentabilidade desses sistemas dependerá dos aspectos ambientais e econômicos (além dos sociais) envolvidos. Assim, o objetivo geral deste projeto é avaliar o desempenho econômico e ambiental da produção integrada de bioenergia e alimentos através de uma biorrefinaria de cana e soja, e comparar esse modelo de produção com o sistema tradicional brasileiro. A soja é cultivada nas áreas de renovação da cana, e os "produtos" do sistema envolvem o bioetanol de cana, o biodiesel de soja (que é utilizado no próprio cultivo da cana e soja), a bioeletricidade, o açúcar, o farelo de soja e a glicerina. Os aspectos ambientais tratados aqui serão o balanço de energia fóssil-renovável e a capacidade de mitigação das emissões de GEE, tendo como base a Avaliação do Ciclo de Vida. Na avaliação econômica será estimado o custo de produção do biodiesel e a rentabilidade do investimento associados ao sistema integrado. Será também investigado, de forma preliminar, o potencial benefício ambiental da produção de biodiesel a partir de algas cultivadas sob sistema de elevada concentração de CO2, resultante da fermentação do caldo de cana.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOUZA, SIMONE P.; SEABRA, JOAQUIM E. A.; HORTA NOGUEIRA, LUIZ A. Feedstocks for biodiesel production: Brazilian and global perspectives. BIOFUELS-UK, v. 9, n. 4, p. 455-478, 2018. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.