Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e caracterização bioquímica e estrutural de hetero e homo oligômeros formados por septinas humanas

Processo: 12/04527-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Richard Charles Garratt
Beneficiário:Julio Cesar Pissuti Damalio
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Septinas

Resumo

As septinas fazem parte de uma família de proteínas de ligação ao nucleotídeo guanina, tendo um papel importante na citocinese e outros processos celulares. Septinas possuem uma característica de polimerizarem para formar complexos hetero-oligoméricos altamente organizados, embora estruturas homo-oligoméricas também foram observadas, podendo ser caracterizadas como filamentos amilóides. Nesse estudo propomos uma investigação estrutural acerca dos hetero e homofilamentos formados por septinas. Em relação aos heterofilamentos, os potencais complexos formados pelas septinas SEPT9-SEPT6-SEPT7 e SEPT5-SEPT11-SEPT7 serão coexpressos em E. coli e purificados. Já em relação aos homofilamentos, peptídeos preditos na estrutura primária da septina 2 humana (SEPT2) como sendo os responsáveis pela formação das estuturas amiloidogênicas serão sintetizados e analisados quanto a sua capacidade de se polimezarem em fibras amilóides, visto que a SEPT2 está envolvida na doença de Azheimer. A técnica de Microscopia Eletrônica de Transmissão e Criomicroscopia serão utilizadas na caracterização dos hetero e dos homofilamentos. Associadas a essas técnicas, a análise de partícula única e reconstituição 3D nos possibilitá uma determinação estrutural desses complexos protéicos. Ainda no caso dos homofilamentos amilóides, utilizaremos a técnica de Ressonância Magnética Nuclear, como alternativa de resolução dessas estruturas. Dessa forma, a identificação de novos complexos de septinas, assim como sua organização estrutural, auxiliará em um melhor entendimento da função dessas proteínas no organismo. Além disso, uma caracterização dos homofilamentos contribuirão na elucidação do envolvimento de SEPT2 em desordens neurodegerenativas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.