Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade gastroprotetora, antioxidante e antidiarreica dos extratos brutos etanólicos de Myrcia bella e Bauhinia holophylla

Processo: 12/05323-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Claudia Helena Pellizzon
Beneficiário:Daniela Aparecida Silveira Cesar
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Diarreia   Antioxidantes   Úlcera gástrica

Resumo

Os efeitos colaterais dos medicamentos que combatem a úlcera gástrica e a crescente resistência da bactéria Helicobacter pylori aos antibióticos têm trazido à tona a necessidade de buscar novas drogas com potencial terapêutico para a úlcera gástrica. As plantas são um caminho natural para a prospecção de novas moléculas que desempenhem atividades terapêuticas. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo caracterizar a atividade gastroprotetora, antioxidante e antidiarreica dos extratos brutos etanólicos de Myrcia bella e Bauhinia holophylla.Para isso, serão desenvolvidos modelos experimentais em ratos wistar machos. O modelo de úlceras gástricas induzidas por etanol absoluto permitirá avaliar a atividade gastroprotetora e extrair a menor dose efetiva dos extratos, entre as três doses que serão avaliadas (50, 100 e 150 mg/kg). Os estômagos obtidos nesse experimento serão destinados à análise histológica (colorações em hematoxilina-eosina e ácido periódico-Schiff) e imunoistoquímica (reações para heat-shock protein-70 e peptídeo intestinal vasoativo). O mecanismo de ação gastroprotetor será investigado através do envolvimento dos compostos sulfidrílicos, do óxido nítrico, dos canais de potássio ATP-dependentes e dos receptores ±2 pré-sinápticos, todas estas, vias importantes na gastroproteção. Ainda, será investigado o potencial antioxidante dos extratos sobre a mucosa gástrica através das dosagens das enzimas antioxidantes SOD (superóxido dismutase) e MPO (mieloperoxidase). O efeito do extrato sobre a motilidade intestinal e diarréia também será investigado em ratos através do uso de óleo de rícino. Todos os resultados serão submetidos à análise estatística ANOVA seguida pelo teste de Dunnett, com nível de significância mínimo de p < 0,05.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROZZA, A. L.; CESAR, D. A. S.; PIERONI, L. G.; SALDANHA, L. L.; DOKKEDAL, A. L.; DE-FARIA, F. M.; SOUZA-BRITO, A. R. M.; VILEGAS, W.; TAKAHIRA, R. K.; PELLIZZON, C. H. Antiulcerogenic Activity and Toxicity of Bauhinia holophylla Hydroalcoholic Extract. Evidence-based Complementary and Alternative Medicine, 2015. Citações Web of Science: 7.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.