Busca avançada
Ano de início
Entree

Saúde, estresse e adaptação nos processos de complexificação social em antigas populações costeiras da América do Sul

Processo: 12/06667-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Sabine Eggers
Beneficiário:Juliana Gómez Mejía
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Modo de vida   Sambaquis   Paleopatologia   Arqueologia

Resumo

Os processos de complexificação social na América do Sul ocorreram de forma particular devido à diversidade de biomas, aos recursos disponíveis e a variabilidade cultural. Os grupos de caçadores-coletores no interior e de pescadores-coletores costeiros, assim como as populações agrícolas que habitaram estes espaços durante milênios, desenvolveram estratégias de subsistência complexas nas quais a saúde foi afetada de maneira particular. A presente pesquisa pretende avaliar desde uma perspectiva bioarqueológica, o impacto que mudanças nos processos de complexificação social e os padrões de subsistência tiveram sobre saúde e adaptação dos grupos que se assentaram na costa Atlântica e Pacífica da América do Sul durante o Holoceno médio e tardio, pois observam-se diferentes processos associados à introdução da agricultura nestas duas regiões ao longo do tempo. A partir da comparação sistemática de indicadores ósseos de estresse, de crescimento e nutrição, de saúde oral, de doenças infecciosas e de atividades ocupacionais a nível intragrupal e intergrupal, busca-se um panorama mais amplo sobre o modo e qualidade de vida das antigas populações costeiras da América do Sul, destacando a importância dos processos adaptativos que permanecem refletidos no registro ósseo. Esta comparação se faz necessária para contribuir para a discussão e compreensão sobre quais foram as variáveis que modularam o processo de complexificação social e o desenvolvimento para um modo de vida agricultor.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MEJÍA, Juliana Gómez. Qualidade de vida e dinâmicas de conflito na população da península de Paracas, costa sul do Peru durante o final do Horizonte Temprano (400 a.C - 100 d.C). 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.