Busca avançada
Ano de início
Entree

Modificação química de amido, por processamento reativo, para compatibilização de blendas Amido/PBAT

Processo: 12/08380-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Silvia Helena Prado Bettini
Beneficiário:Stella Risso
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Amido   Polímeros (materiais)   Embalagens   Blendas

Resumo

A requisição cada vez maior da utilização de embalagens sustentáveis tem impulsionado os desenvolvimentos na área de polímeros biodegradáveis. Tais requisições de mercado são decorrentes do uso único de tais materiais, que gera uma elevada quantidade de resíduos. Dentre os polímeros biodegradáveis, o amido termoplástico tem importância fundamental, principalmente, devido ao fato deste ser proveniente de fonte natural e abundante. No entanto, suas características intrínsecas o torna inadequado às aplicações em embalagens, pois este polímero apresenta baixa resistência à umidade, elevada rigidez e dificuldade de processamento. Para contornar tais inconvenientes, as misturas com polímeros com baixa hidrofilicidade, flexíveis e que apresentem processabilidade adequada, como o poli(butileno adipato-co-tereftalato) (PBAT) torna-se uma alternativa viável. No entanto, estes polímeros são incompatíveis, e modificações químicas no amido tornam-se necessárias. Neste sentido, pretende-se com o presente projeto estudar a modificação química do amido com diácidos carboxílicos, por processamento reativo, para a formação de ésteres na cadeia de amido e, em uma etapa posterior, misturá-lo com PBAT, para a obtenção de filmes poliméricos, adequados para a utilização de embalagens. (AU)