Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos astrofísicos de raios cósmicos de energias extremas detectados pelo Observatório Pierre Auger

Processo: 12/08590-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Pesquisador responsável:Carola Dobrigkeit Chinellato
Beneficiário:Carolina Queiroz de Abreu Silva
Instituição-sede: Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/07359-6 - Estudo dos raios cósmicos de mais altas energias com o Observatório Pierre Auger, AP.TEM
Assunto(s):Anisotropia   Raios cósmicos   Observatório Pierre Auger   Astrofísica

Resumo

O presente projeto envolve o estudo de raios cósmicos de energia extrema sob dois aspectos: o primeiro é dedicado à análise de dados de direções desses raios cósmicos que chegam à Terra e são medidos no Observatório Pierre Auger, na Argentina, e o segundo aborda um enfoque mais teórico, centrado nos objetos astrofísicos que são candidatos a fontes dessas partículas ultraenergéticas. O estudo das direções de chegada dos raios cósmicos na Terra é uma maneira promissora para obter informação sobre a sua origem e propagação pelo espaço galáctico e extragaláctico. Neste projeto serão aplicados dois testes de autocorrelação às direções de chegada de raios cósmicos de energias acima de 10**18 eV que foram medidos no Observatório Auger a partir de janeiro de 2004, com a finalidade de testar a hipótese de isotropia na distribuição de direções de chegada dos raios cósmicos sem a utilização de catálogos de objetos astrofísicos. Adicionalmente, serão estudadas as características de alguns objetos astrofísicos, tais como núcleos ativos de galáxias, supernovas, estrelas de nêutrons e magnetares, no tocante à sua capabilidade de acelerar partículas até energias da ordem de 10**20 eV e serem candidatos a possíveis fontes desses raios cósmicos de energias extremas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.