Busca avançada
Ano de início
Entree

EFNOB/BAURU, km 0: a EFNOB e a expansão urbana de Bauru, pela ótica dos jornais locais. 1905/1940

Processo: 12/08813-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Nilson Ghirardello
Beneficiário:Larissa de Cássia Sartori Martines
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil

Resumo

O projeto tem como base a comprovação da relevância da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil no processo de formação urbana e econômica da cidade de Bauru. Pretende constatar, através de fontes primárias de pesquisa, que o cotidiano da cidade, esteve, no decorrer de sua história, intrinsecamente envolvido com a estrada de ferro Noroeste. O enfoque histórico abrangerá três momentos cruciais: o primeiro momento, de chegada e instalação da ferrovia na cidade, início da construção em 1905 e a instalação da sede da NOB em 1917. O segundo momento, de instalação das Oficinas Gerais da Noroeste do Brasil, na cidade de Bauru, em 1921, pelo então diretor da Companhia, Arlindo Luz, uma vez que as oficinas são consideradas a base industrial da estrada de ferro onde eram feitas a manutenção, montagem e reconstrução da principal parte do material rodante da ferrovia. E o terceiro momento, de unificação das três ferrovias aqui instaladas Sorocabana, Paulista e Noroeste em um único edifício central inaugurado em Bauru em 1939. Almeja-se averiguar de que modo a implantação da imensa estrutura ferroviária impulsionou o surgimento dos bairros adjacentes, como a mão de obra formada pela ferrovia atuou nas edificações da cidade, como as vultosas somas de dinheiro correntes no espaço urbano, devido à companhia, atuaram para o desenvolvimento local, e até mesmo o impacto representado pelas formações urbanas da zona noroeste que dependiam, em seu inicio, da cidade de Bauru. A imprensa local atuante no período histórico enfocado assume papel crucial, sendo analisada com mais afinco em busca de notas, manchetes, editoriais que evidenciem a relação entre o crescimento urbano, a vida cotidiana da população bauruense e os vários momentos da Noroeste na cidade, uma vez que é a fonte mais direta, instantânea e intuitiva do que acontecia no dia-a-dia do bauruense. Da imprensa local ativa nos períodos, pretende-se estudar exemplares do "Correio da Noroeste", do "Correio da Noroeste e da Sorocabana", da "Folha do Povo" e do "Diário de Bauru". Acredita-se que o jornal pode ser considerado um espaço de discussão da sociedade e da cidade, no qual é noticiado e debatido os temas considerados mais importantes e que, portanto atua proporcionando visibilidade a determinadas temáticas e agentes sociais, ocultando e desqualificando outros, difundindo conceitos e valores. Pretende-se a partir do jornal entender o relevo que a ferrovia foi assumindo historicamente, a sua importância na vida da cidade, e as peculiaridades por ela emanadas no espaço urbano de Bauru. Esta pesquisa será orientada pelo Prof. Dr. Nilson Ghirardello, autor de diversos trabalhos sobre ferrovias e um em particular abordando a Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, denominado: À Beira da Linha Formações Urbanas da Noroeste Paulista Editora UNESP, São Paulo, 2001. Esse projeto de pesquisa está, ainda, vinculado ao projeto EFNOB/BAURU, KM 0, número FAPESP 2011/511014-6 e CONDEPHAAAT 2012/50041-2, que busca o resgate da história de todo o patrimônio férreo da Companhia presente na cidade de Bauru.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.