Busca avançada
Ano de início
Entree

Relações filogenéticas de Colubridae (Serpentes) com ênfase nos representantes neotropicais: abordagem molecular e morfológica

Processo: 12/09182-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Hussam El Dine Zaher
Beneficiário:Giovanna Gondim Montingelli
Instituição-sede: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50206-9 - Origem e evolução das serpentes e a sua diversificação na região neotropical: uma abordagem multidisciplinar, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Colubridae   Zoologia (classificação)   Sistemática   Filogenia

Resumo

Recentemente redefinida, a família Colubridae inclui cerca de 100 gêneros e aproximadamente 650 espécies distribuídas tanto no Novo quanto no Velho mundo. Seu reconhecimento como um grupo monofilético é bastante consistente, tanto ponto de vista morfológico quanto molecular. Entretanto, apesar de sua definição, suas relações intergenéricas ou entre grupos supragenéricos ainda são obscuras. Dentre sua ampla diversidade alguns subgrupos foram propostos e se mantêm bem corroborados, tais como Lampropeltini, Lycodontini, Sibynophiini e Sonorini. A maioria dos gêneros Neotropicais vem sendo tentativamente alocada em uma tribo denominada Colubrini, cujo monofiletismo não é corroborado em diferentes análises. Alguns gêneros neotropicais foram associados a gêneros de outras regiões zoogeográficas, levantando a hipótese de diferentes origens dos grupos sul-americanos ao longo de sua história. Desta forma, dada a evidência de uma múltipla origem dos colubrídeos nesta região, torna-se necessária uma análise que empregue representantes de todos os gêneros Neotropicais, bem como de representantes com ocorrência nas demais áreas zoogeográficas para que hipóteses acerca da história evolutiva e biogeográfica dos táxons Neotropicais possam ser elucidadas. Sendo assim, o presente projeto tem como objetivo realizar uma análise filogenética morfológica e molecular de Colubridae com ênfase nos táxons Neotropicais, que inclua uma amostragem satisfatória de representantes de diferentes regiões geográficas, cuja seleção de táxons extra Neotropicais será baseada nas evidências presentes na literatura (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MONTINGELLI, GIOVANNA G.; GRAZZIOTIN, FELIPE G.; BATTILANA, JAQUELINE; MURPHY, ROBERT W.; ZHANG, YA-PING; ZAHER, HUSSAM. Higher-level phylogenetic affinities of the Neotropical genus Mastigodryas Amaral, 1934 (Serpentes: Colubridae), species-group definition and description of a new genus for Mastigodryas bifossatus. JOURNAL OF ZOOLOGICAL SYSTEMATICS AND EVOLUTIONARY RESEARCH, v. 57, n. 2, p. 205-239, MAY 2019. Citações Web of Science: 0.
FRANCO, FRANCISCO L.; TREVINE, VIVIAN C.; MONTINGELLI, GIOVANNA G.; ZAHER, HUSSAM. A new species of Thamnodynastes from the open areas of central and northeastern Brazil (Serpentes: Dipsadidae: Tachymenini). SALAMANDRA, v. 53, n. 3, p. 339-350, AUG 15 2017. Citações Web of Science: 0.
NOBREGA, ROMULO PANTOJA; MONTINGELLI, GIOVANNA GONDIM; TREVINE, VIVIAN; FRANCO, FRANCISCO LUIS; VIEIRA, GUSTAVO H. C.; COSTA, GABRIEL C.; MESQUITA, DANIEL OLIVEIRA. Morphological variation within Thamnodynastes pallidus (Linnaeus, 1758) (Serpentes: Dipsadidae: Xenodontinae: Tachymenini). HERPETOLOGICAL JOURNAL, v. 26, n. 2, p. 165-174, APR 2016. Citações Web of Science: 4.
SIQUEIRA, DEBORA M.; NASCIMENTO, LOANA P.; MONTINGELLI, GIOVANNA G.; DOS SANTOS-COSTA, MARIA CRISTINA. Geographical variation in the reproduction and sexual dimorphism of the Boddaert's tropical racer, Mastigodryas boddaerti (Serpentes: Colubridae). Zoologia, v. 30, n. 5, p. 475-481, Out. 2013. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.