Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação biomecânica da corrida: estudo multicêntrico para compreensão do movimento com implicação para prevenção de lesão e melhora do desempenho

Processo: 11/22142-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 25 de fevereiro de 2012
Vigência (Término): 24 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Marcos Duarte
Beneficiário:Cristina Porto Alves Alcantara
Supervisor no Exterior: Reed Ferber
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Calgary, Canadá  
Vinculado à bolsa:10/02878-5 - Análise comparativa da distribuição dos torques articulares do membro inferior na corrida em adultos e idosos corredores, BP.MS
Assunto(s):Controle motor   Locomoção   Corridas   Lesões no esporte

Resumo

A corrida de rua é uma das atividades que vem aumentando cada vez mais o número de adeptos de diferentes idades e gêneros. Como qualquer outra modalidade esportiva, quando praticada de forma não orientada e sem qualquer tipo de preparo, pode causar lesões. Essas lesões, normalmente ocorrem devido aos movimentos repetitivos que sobrecarregam o aparelho músculo-esquelético por desequilíbrios musculares, limitações de amplitude, falta de coordenação entre outras causas que geram alterações cinéticas e/ou cinemáticas no padrão da corrida. Infelizmente esses fatores biomecânicos que podem predispor a algum tipo de lesão ainda não são bem conhecidos. Para isso, será conduzido um estudo multicêntrico (Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia, Inglaterra e Brasil) onde um banco de dados será produzido através da aquisição de dados de diversos corredores de rua de longa distância, a fim de identificar possíveis parâmetros cinemáticos e cinéticos que possam predispor certos tipos de lesões, permitindo assim a prevenção das mesmas além de uma melhor performance na modalidade. Como um estudo multicêntrico, torna-se fundamental a padronização do método, coletas e análise dos dados. Visto que a equipe do Canadá, que coordena o projeto, já iniciou o estudo, possuindo um razoável banco de dados coletados e analisados, segue a importância dos outros centros seguirem o mesmo processo. Devido a isso é solicitado um estágio de dois meses para a aluna de mestrado Cristina Porto Alves Alcantara, permitindo que seja padronizada e firmada a colaboração brasileira no estudo, sob supervisão do Prof. Dr. Marcos Duarte. A aluna que solicita a bolsa para o estágio de pesquisa no exterior vem desenvolvendo um projeto cujo objetivo é analisar a diferença nos padrões cinemáticos e cinéticos entre a população de adultos jovens e idosos corredores, buscando melhores informações para prescrição de treinamentos com objetivo de melhorar a performance e evitar lesões. Além disso, esse projeto será executado com uma esteira instrumentada que será instalada no ano que vem em nosso laboratório e já é utilizada no laboratório canadense, com vasta experiência. Com isso vemos uma grande oportunidade para além de padronizar e treinar a coleta e análise de dados, viabilizar à aluna uma discussão e aprofundamento no tema de seu mestrado (biomecânica da corrida), visto que esse grupo canadense possui uma larga experiência no assunto, além de estar disposto a assumir colaborações. (AU)