Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos de desenvolvimento de cirrose hepática induzida por CCl4 e Schistossoma mansoni em camundongos knockout do gene da telomerase (Tert-/-)

Processo: 12/00449-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Rodrigo do Tocantins Calado de Saloma Rodrigues
Beneficiário:Raquel de Melo Alves Paiva
Supervisor no Exterior: Neal Stuart Young
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : National Institutes of Health, Bethesda (NIH), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:11/18313-0 - Mecanismos de desenvolvimento de cirrose hepática induzida por CCl4 e Schistossoma mansoni em camundongos "knockout" do gene da telomerase (Tert-/-) e DKC1 hipomórfico (Dkc1m), BP.PD
Assunto(s):Hematologia   Disceratose congênita   Cirrose hepática   Telomerase

Resumo

Telômeros são as extremidades dos cromossomos cuja função é de manter sua integridade. Os telômeros encurtam-se a cada divisão mitótica, mas células com alta capacidade proliferativa expressam telomerase, que mantem o comprimento telomérico. Constituintes do complexo da telomerase incluem a enzima transcriptase reversa, TERT, o componente de RNA, TERC, e proteínas associadas, incluindo a discerina, codificada pelo gene DKC1. Mutações no gene DKC1 causam disceratose congênita, que leva a anemia aplástica associada a displasia ectodérmica, fibrose pulmonar e cirrose. O encurtamento telomérico prejudica a regeneração hepática em camundongos e predispõe à fibrose hepática em humanos. Neste trabalho, testaremos a suscetibilidade de camundongos selvagens e "knockout" para telomerase ao desenvolvimento de cirrose, bem como a contribuição de diferentes tipos celulares deficientes em telomerase para a doença. A lesão hepática será induzida por dois agentes: (1) CCl4 e (2) S. mansoni. Mecanismos inflamatórios serão avaliados a partir da dosagem de citocinas. Proteínas hepáticas serão avaliadas a partir de fragmentos de tecidos oriundos dos grupos experimentais acima citados. Será avaliada, também, a expressão gênica para verificação das vias de reparo ao DNA, apoptose e citocinas inflamatórias por microarray. Os resultados poderão ajudar a elucidar como o encurtamento telomérico contribui para o desenvolvimento de cirrose. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ALVES-PAIVA, RAQUEL M.; KAJIGAYA, SACHIKO; FENG, XINGMIN; CHEN, JICHUN; DESIERTO, MARIE; WONG, SUSAN; TOWNSLEY, DANIELLE M.; DONAIRES, FLAVIA S.; BERTOLA, ADELINE; GAO, BIN; YOUNG, NEAL S.; CALADO, RODRIGO T. Telomerase enzyme deficiency promotes metabolic dysfunction in murine hepatocytes upon dietary stress. LIVER INTERNATIONAL, v. 38, n. 1, p. 144-154, JAN 2018. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.