Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação do ácido cinâmico isolado da própolis sobre a expressão de receptores, produção de citocinas e atividade fungicida de monócitos humanos

Processo: 12/00923-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Pesquisador responsável:José Maurício Sforcin
Beneficiário:Bruno Jose Conti
Supervisor no Exterior: Vassya Stefanova Bankova
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : Bulgarian Academy of Sciences (BAS), Bulgária  
Vinculado à bolsa:10/13279-5 - Ação do ácido cinâmico isolado da própolis sobre a expressão de receptores, produção de citocinas e atividade fungicida de monócitos humanos, BP.MS
Assunto(s):Imunomodulação   Citocinas   Monócitos   Própolis   Receptores celulares

Resumo

A própolis, um produto resinoso produzido pelas abelhas melíferas a partir de exsudatos coletados em diferentes partes das plantas, vem se destacando por suas propriedades terapêuticas, como imunomoduladora, antimicrobiana, anti-inflamatória, antioxidante, entre outras. Essa complexidade química da própolis é reflexo da diversidade da flora utilizada como fonte para a sua produção, dificultando a identificação das substâncias responsáveis por suas atividades terapêuticas. Dentre os mais variados constituintes da própolis, o ácido cinâmico e seus derivados parecem contribuir com uma grande parcela nos efeitos biológicos apresentados pela própolis. Nesse projeto, monócitos humanos foram obtidos de doadores saudáveis, sendo avaliada a possível citotoxicidade do ácido cinâmico após incubação com estas células. Em seguida, foi analisado o efeito deste composto sobre a expressão de marcadores de superfície celular (receptores da família Toll, MHC-II, CD80) e sobre a produção de citocinas pró- e anti-inflamatórias (TNF-a e IL-10), correlacionando esses parâmetros com a atividade candidacida de monócitos. Tais objetivos foram praticamente concluídos e, para finalização da dissertação de mestrado, gostaríamos de caracterizar os componentes químicos da própolis coletada na UNESP, Campus de Botucatu, incluindo os compostos fenólicos e dentre estes o ácido cinâmico, utilizando a técnica de cromatografia gasosa associada a espectrometria de massa (GC-MS), contribuindo assim para a melhor compreensão dos aspectos químicos do projeto. (AU)