Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos estruturais na oxidação de etanol em nanopartículas de Pt com diferentes formas e estruturas superficiais

Processo: 12/01040-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Hebe de las Mercedes Villullas
Beneficiário:Nathalia Abe Santos
Supervisor no Exterior: Juan Miguel Feliu Martinez
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidad de Alicante (UA), Espanha  
Vinculado à bolsa:10/13733-8 - Novas estratégias no estudo da eletro-oxidação de etanol: nanocatalisadores multimetálicos e análises dos produtos de reação, BP.MS
Assunto(s):Catálise   Eletrocatálise   Nanopartículas   Etanol

Resumo

Os atuais catalisadores para a oxidação de etanol em células a combustível não são suficientemente eficientes para possibilitar que esses dispositivos sejam usados para produção de energia em larga escala. Ao mesmo tempo, para desenhar catalisadores mais eficientes que os atuais é imprescindível aprofundar a compreensão da influência das propriedades dos materiais na atividade catalítica e nos mecanismos de reação. O projeto de pesquisa proposto envolve a preparação de nanopartículas de Pt com formas e estrutura superficial diferentes, com o intuito de comparar a importância relativa dessas duas propriedades na atividade catalítica para a oxidação de etanol. A proposta abrange: i) o uso de nanopartículas com diferentes formas nas quais a superfície contenha terraços (111) (octaedros e tetraedros), ii) a introdução controlada de defeitos (100) e (110); iii) a avaliação comparativa da atividade catalítica para a oxidação de etanol através de estudos que combinem as respostas em corrente/potencial obtidas por voltametria cíclica com a determinação dos produtos gasosos e voláteis da reação de oxidação de etanol utilizando a técnica de espectrometria de massas eletroquímica diferencial (DEMS). A estratégia proposta visa estabelecer correlações entre as respostas catalíticas para a oxidação do etanol de superfícies estendidas bem definidas de eletrodos monocristalinos e as superfícies de nanopartículas com diferentes formas e estruturas superficiais, visando aprofundar a compreensão dos efeitos estruturais como meio de contribuir ao desenvolvimento de materiais eficientes para anodos de células a combustível de álcool direto. (AU)