Busca avançada
Ano de início
Entree

Análises moleculares dos principais agentes virais que acometem os animais domésticos

Processo: 12/06897-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 03 de setembro de 2012
Vigência (Término): 02 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Tereza Cristina Cardoso da Silva
Beneficiário:Sabrina Donatoni Agostinho
Supervisor no Exterior: Nicola Decaro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Università degli Studi di Bari - Aldo Moro, Itália  
Vinculado à bolsa:10/12721-6 - Avaliação do processo de estresse oxidativo em cultura in vitro de monócitos caninos submetidos à infecção pelo vírus da cinomose, BP.MS
Assunto(s):Animais domésticos   Epidemiologia molecular   Viroses em animais   Vírus da diarreia viral bovina tipo 3   Vírus da cinomose canina   Parvovirus   Coronavirus   Análise molecular   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa (RT-PCR)   Imunofluorescência

Resumo

São muitos os agentes virais que acometem os animais domésticos, como o vírus da cinomose canina, parvovírus, coronavírus, Hobi-like vírus, entre outros, e, cada um, possui sua característica molecular além de alterações genéticas que fazem uma cepa mais virulenta que outra. Desta forma, ao longo dos anos, observamos surtos responsáveis pela morte de animais, o que faz da análise molecular uma ferramenta importante no diagnóstico rápido e preciso de moléstias infecciosas. A técnica de RT-PCR (transcrição reversa seguida da reação em cadeia da polimerase) permite a detecção do ácido nucleico de agentes virais em animais infectados. Esta se destaca por ser sensível e específica, e, após sua padronização, é uma ferramenta útil no diagnóstico etiológico ante mortem de inúmeros vírus. A sensibilidade, especificidade e rapidez do método de RT-PCR em comparação a outros métodos convencionais de diagnóstico como microscopia eletrônica, isolamento viral, imunofluorescência e ELISA, fazem do RT-PCR um teste diagnóstico de primeira escolha. Desta forma, o desenvolvimento de técnicas moleculares capazes de identificar patógenos através de produtos como urina, fezes, soro fetal bovino e etc., é importante para garantir a biossegurança de vacinas e de outros produtos biológicos, além de avaliar a epidemiologia molecular de novas cepas de campo. (AU)