Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento da enzima antioxidante específica para tióis (TSA) nas respostas adaptativas de Saccharomyces cerevisae a diferentes situações de estresse

Processo: 97/05343-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Aperfeiçoamento
Vigência (Início): 01 de agosto de 1997
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 1998
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Luis Eduardo Soares Netto
Beneficiário:Ana Paula Dias Demasi
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:95/09710-0 - Oxidação de proteínas e atividade antioxidante da enzima 'Thiol Specific Antioxidant' (TSA), AP.JP
Assunto(s):Leveduras   Saccharomyces cerevisiae   Peróxido de hidrogênio

Resumo

Espécies reativas de oxigênio têm sido associadas a vários processos patológicos como carcinogênese, envelhecimento e arteroesclerose. "Thiol Specific Antioxidant" (TSA) é uma nova proteína antioxidante recentemente isolada de Saccharomyces cerevisae, cuja seqüência de amino ácidos apresenta homologia com proteínas de diferentes grupos taxonômicos (bactérias, plantas e animais). Estudos realizados durante o meu programa de pós-doutorado no NIH, demonstraram que as propriedades antioxidantes de TSA in vitro se devem ao fato dessa proteína possuir uma atividade peroxidática dependente de tiól (Netto e col., 1996). Este projeto de pesquisa visa obter mais evidências do possível papel antioxidante de TSA in vivo, estudando a resposta adaptativa de leveduras ao estresse oxidativo induzido por H2O2. Estudaremos comparativamente as linhagens selvagem e mutante de Saccharomyces cerevisae, cujo gene para TSA foi interrompido. Mediremos a viabilidade celular pela formação de colônias em placas YPD. Atividade de glutamina sintetase em extratos celulares, formação de 8-oxoguanina no DNA de leveduras e H2O2 intracelular poderão também ser medido como efeitos do estresse oxidativo. A resposta adaptativa de leveduras a H2O2 envolve o aumento na expressão de pelo menos 21 proteínas, por isso mediremos a expressão do gene para TSA por Nothern e Western blot. O envolvimento de TSA em respostas adaptativas induzidas por outros agentes físicos - químicos também será estudado para se ter uma idéia mais ampla da função celular desta proteína em leveduras. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.