Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do desenvolvimento infantil de crianças de creche, normais, anêmicas e/ou desnutridas

Processo: 98/02877-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Aperfeiçoamento
Vigência (Início): 01 de junho de 1998
Vigência (Término): 31 de maio de 1999
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:José Eduardo Dutra de Oliveira
Beneficiário:Andrea Frizo de Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Anemia ferropriva   Desnutrição   Desenvolvimento infantil

Resumo

Grande parte da população infantil mundial apresenta anemia carencial ferropriva ou desnutrição no início da vida. Vários estudos que tem avaliado o desenvolvimento infantil, através das Escalas Bayley, demonstram a existência de déficits no desenvolvimento motor e/ou mental dessas crianças, que podem ser recuperados, em algumas situações, por uma suplementação nutricional e/ou com a adequação de outros determinantes ambientais. Considerando que tanto a anemia quanto a desnutrição acarretam em prejuízos para o desenvolvimento, os objetivos desse trabalho são: avaliar o desenvolvimento (Escalas Bayley) de crianças de 6 a 36 meses de idade, anêmicas e/ou desnutridas, regularmente matriculadas em uma creche do município de Ribeirão Preto, reavaliá-las após um período de suplementação nutricional; avaliar os fatores sócio-econômicos e culturais que podem estar atuando como determinantes de atrasos no desenvolvimento; e observar a estimulação ambiental de rotina da creche com a finalidade de comparar este tipo de estimulação com um outro tipo de estimulação psicomotora e sensorial, sistemática, a ser desenvolvida em uma outra creche. As avaliações do desenvolvimento (Escalas Bayley) serão feitas em todas as crianças no início da fase experimental (D0) e no final dos 80 dias do período de suplementação nutricional (D80). Além disso, serão realizadas entrevistas com os pais, observações da interação da família com a criança, como também reuniões para orientação de pais e funcionários. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa: