Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise fenotípica de Aspergillus fumigatus exposto a diferentes concentrações de inibidores da anidrase carbônica

Processo: 12/03762-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Márcia Eliana da Silva Ferreira
Beneficiário:Mariane Massúfero Vergilio
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Atividade enzimática   Aspergillus fumigatus   Anidrases carbônicas   Inibidores da anidrase carbônica   Dióxido de carbono

Resumo

Aspergillus fumigatus é um fungo filamentoso e saprofítico de grande importância no meio ambiente por reciclar carbono e nitrogênio. Este fungo pode ser encontrado em todas as regiões do mundo. Porém, nas duas últimas décadas, com a disseminação da AIDS, bem como o desenvolvimento de novas drogas imunossupressoras e de técnicas de transplantes de órgãos, este ascomiceto deixou de ser apenas um fungo saprofítico de menor importância para se tornar um dos principais agentes patogênicos humanos. As doenças fúngicas invasivas são um sério problema de saúde pública e causam mortes em todo o mundo. Durante o seu processo de infecção, o fungo A. fumigatus depara-se com uma dramática variação nas concentrações de dióxido de carbono (CO2). Em seu habitat natural, o CO2 representa somente 0,033% dos gases atmosféricos, enquanto que no hospedeiro infectado, essa concentração pode chegar a até 6% na corrente sanguínea e nos tecidos onde a respiração ocorre. A anidrase carbônica, enzima que facilita a interconversão entre CO2 e HCO3- no organismo, tem sido estudada como elemento importante na virulência e diferenciação de alguns fungos patogênicos. A procura de inibidores de anidrase carbônica é, conseqüentemente, de grande relevância, pois estas moléculas são aplicáveis na geração de novos agentes terapêuticos e/ou de novas ferramentas experimentais para a pesquisa básica e aplicada. Assim, o presente trabalho tem como objetivo verificar se o fungo A. fumigatus apresenta sensibilidade frente a alguns inibidores da anidrase carbônica. Para isto, serão realizados ensaios utilizando-se diferentes concentrações de inibidores que possuem maior seletividade para a classe beta das anidrases carbônicas (Formato de sódio, ácido 4-metoxibenzóico e ácido 4-hidroxibenzóico), classe a que pertencem as quatro anidrases carbônicas do fungo Aspergillus fumigatus. (AU)