Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da tolerância de linhagens indígenas da levedura Saccharomyces Cerevisiae, isoladas da Mata Atlântica, a fatores de estresse presentes em processos industriais

Processo: 12/08659-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Andreas Karoly Gombert
Beneficiário:Giovani Andrade Siqueira
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biodiversidade   Fermentação   Microbiologia industrial   Engenharia bioquímica   Saccharomyces cerevisiae

Resumo

Linhagens indígenas da levedura Saccharomyces cerevisiae representam uma potencial fonte de novos microrganismos e/ou genes para aplicação em processos biotecnológicos, como por exemplo na produção de etanol combustível no Brasil. Neste tipo de processo, que é conduzido sem assepsia total, existe uma verdadeira competição microbiana dentro das dornas de fermentação. Atualmente, existem somente cerca de 6 linhagens comerciais de S. cerevisiae, disponíveis para a produção industrial de etanol combustível no Brasil. Estas linhagens foram isoladas a partir do próprio processo industrial, o que ocorreu ao longo de décadas de estudos e somente linhagens com propriedades tecnológicas favoráveis são hoje inoculadas na indústria, no início do período de safra da cana-de-açúcar. No entanto, na maioria das plantas industriais, estas linhagens não possuem capacidade de implementação e de permanência nas dornas. Além disto, não há duas plantas industriais iguais, dentre as mais de 400 em operação no país, o que indica que para cada planta deve haver uma linhagem ideal diferente. Por todos estes motivos, faz-se necessária a obtenção e caracterização de novas linhagens da levedura S. cerevisiae. Neste projeto, propõe-se caracterizar linhagens indígenas de S. cerevisiae, recentemente isoladas de ecossistemas de Mata Atlântica, quanto à tolerância a diferentes fatores de estresse relevantes ao processo industrial de produção de etanol combustível a partir de cana-de-açúcar, como por exemplo: alta temperatura, alta osmolaridade, alta concentração de etanol, baixo pH. Esta tolerância é um dos quesitos para que uma linhagem possua competitividade para implementação industrial.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.