Busca avançada
Ano de início
Entree

A grande estratégia dos Estados Unidos: debate, políticas, implicações para o Brasil

Processo: 12/08228-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 16 de agosto de 2012
Vigência (Término): 15 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Sebastiao Carlos Velasco e Cruz
Beneficiário:Sebastiao Carlos Velasco e Cruz
Anfitrião: Craig N. Murphy
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Massachusetts Boston (UMass Boston), Estados Unidos  
Vinculado ao auxílio:08/57710-1 - Instituto de Estudos das Relações Exteriores dos Estados Unidos, AP.TEM
Assunto(s):Estratégia política   Segurança nacional   Estados Unidos

Resumo

Desdobramento de uma série de trabalhos que o autor vem desenvolvendo desde o início da década passada, que culminou no estudo intitulado "Evolução geopolítica: cenários e perspectivas", o objetivo precípuo deste projeto é o de observar atentamente o debate em curso na "comunidade da política externa norte-americana" sobre as grandes linhas da estratégia internacional dos Estados Unidos. Trata-se aqui de verificar como os atores relevantes nesse universo - em órgãos governamentais, em comissões do Congresso e em instituições especializadas na formulação e na advocacia de políticas (os think tanks) - projetam o papel dos Estados Unidos no mundo, em perspectiva de longo prazo; o que percebem como ameaças mais graves aos interesses nacionais, tais como definidos por eles, e quais as políticas preconizadas para fazer face a tais ameaças e promover aqueles interesses. Complementarmente, a pesquisa inverterá o foco a fim de observar a maneira como os interlocutores principais dos Estados Unidos - França, Inglaterra, Alemanha, China, Rússia, Índia - concebem suas relações com a superpotência, com que cenários do sistema internacional futuro trabalham e quais as linhas de ação adotam com vistas a tornar mais provável a realização dos cenários que preferem. Focalizando as orientações de política nos Estados Unidos - mas levando em conta também as respostas que elas suscitam em atores relevantes no cenário internacional - a pesquisa se voltará, por fim, à análise das implicações dos processos observados para a política de desenvolvimento do Brasil e sua política externa. (AU)