Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção de uma ferramenta e-learning de qualificação profissional para o enfrentamento da violência contra a criança

Processo: 12/06714-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Emiko Yoshikawa Egry
Beneficiário:Maíra Rosa Apostolico
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Atenção primária à saúde   Vulnerabilidade   Violência contra o menor   Maus-tratos infantis   Educação on-line

Resumo

Frente a complexidade e as dificuldades na formac'ao profissional em saude acerca da violencia, sobretudo a violencia contra a crianc'a, o presente estudo tem como objetivo geral construir e avaliar uma ferramenta e-learning para qualificac'ao profissional para o enfrentamento da violencia contra a crianc'a e, como objetivos especificos construir um referencial teorico sobre vulnerabilidade a violencia, constituida de marcos conceituais, legais e formas de enfrentamento da violencia contra a crianc'a; construir e validar um modelo pedagogico de qualificac'ao profissional da atenc'ao basica, a partir de instrumento e-learning e, avaliar o instrumento. Para isso, utilizara as diretrizes da pesquisa social e a modalidade de pesquisa-ac'ao, apoiado na Teoria da Intervenc'ao Praxica da Enfermagem em Saude Coletiva - TIPESC. As categorias analiticas serao: necessidades em saude, vulnerabilidade a violencia domestica e resiliencia. No caminho metodologico pretende-se construir um referencial teorico sobre a vulnerabilidade a violencia e resiliencia, alicerces da ferramenta e-learning. O estudo contara com a participac'ao de especialistas no tema, alunos de graduac'ao e pos graduac'ao e profissionais da saude da rede de atenc'ao basica nas diferentes fases. Pretende-se com essa ferramenta, que o profissional tenha condic'oes de argumentar sobre o tema da violencia, com embasamento cientifico e que a sua pratica profissional possa ser ampliada e direcionada para o reconhecimento e estabelecimento de formas de enfrentamento da violencia, conforme area, local e competencia de sua atuac'ao do profissional, intervindo decisivamente na vigilancia a saude das crianc'as, na perspectiva de desenvolvimento salutogenico. (AU)