Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil de adolescentes agentes e vítimas de bullying, e de seus país

Processo: 12/08383-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Lília Freire Rodrigues de Souza Li
Beneficiário:Vanessa Contatto Rossi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Bullying   Crianças em idade escolar   Violência escolar   Estudantes   Adolescência

Resumo

INTRODUÇÃO: Adolescentes envolvidos em atitudes de bullying, seja como atores, como alvos ou mesmo apenas presenciando-nas, poder vir a ter problemas no campo profissional e no psicológico, resultando em prejuízos emocionais e psicossomáticos, falta de auto-confiança e pessimismo. Além disso, prejuízos financeiros e sociais causados por esse comportamento atingem as famílias, as escolas e também a sociedade em geral: as crianças e adolescentes envolvidos podem vir a necessitar de múltiplos serviços, como saúde mental, justiça da infância e adolescência, educação especial e programas sociais. Por isso a relevância em se conhecer cada vez mais sobre os adolescentes envolvidos com o bullying e suas redes sociais e afetivas: só assim podem ser pensados programas efetivos de prevenção e combate a essa prática. OBJETIVO: Descrever e correlacionar estudantes e pais de estudantes envolvidos no comportamento de bullying. SUJEITOS e MÉTODOS: Após a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido pelos pais ou responsáveis do estudante, será aplicado um questionário contendo 30 questões aos alunos do sexto e nono anos de duas escolas públicas do município de Americana (SP), uma central, onde os alunos convivem apenas dentro da escola, e outra de periferia, onde os alunos têm convívio na escola e na comunidade. Outro questionário com 17 questões será aplicado aos pais ou responsáveis pelo aluno. Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa local e pelas diretoras das escolas. CONTRIBUIÇÃO ESPERADA: Este estudo irá permitir avaliar se há diferenças de frequência de bullying entre escolas com perfis diferentes. Com a caracterização dos alunos envolvidos na pratica de bullying e de seus pais, espera-se conseguir subsídios para o desenvolvimento de programas de prevenção e combate a essa prática, junto à escola e aos pais, assim, contribuir para a formação de adultos menos voltados à violência.