Busca avançada
Ano de início
Entree

Metodologia IRDI - uma intervenção com educadores de creche a partir da psicanálise.

Processo: 12/12094-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Maria Cristina Machado Kupfer
Beneficiário:Polianne Alves Silva
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50156-4 - Metodologia irdi - uma intervencao com educadores de creche a partir da psicanalise., AP.R
Assunto(s):Desenvolvimento infantil   Prevenção   Saúde mental   Psicanálise

Resumo

Sabe-se que os cuidados dirigidos às crianças na primeira infância podem diminuir significativamente a incidência de transtornos mentais tanto na infância como na idade adulta. Considerando que os profissionais de educação infantil estão ao lado dos familiares nos cuidados e na educação das crianças pequenas, assumindo também uma função formativa, entende-se que esses profissionais precisam estar preparados para acompanhar o desenvolvimento psíquico das crianças sob seus cuidados, de modo a contribuir para a promoção, desde a primeira infância, de saúde mental, concebida a partir da teoria psicanalítica. O presente projeto terá como objetivo avaliar o uso da metodologia IRDI como instrumento de promoção de saúde mental de crianças em instituições de educação infantil. A metodologia IRDI é constituída por: 1) formação teórica sobre a constituição psíquica dirigida aos professores de creches; b) acompanhamento em serviço dos professores; c) aplicação de 31 indicadores clínicos de desenvolvimento infantil para a avaliação e o acompanhamento das crianças de zero a dezoito meses que estão sob os cuidados dos professores formados e acompanhados pela metodologia IRDI. O presente estudo será realizado em duas etapas, sendo que apenas a primeira é objeto desta solicitação de auxílio à pesquisa. Na primeira etapa, serão formados e acompanhados, por um ano, 45 professores e respectivas 315 crianças matriculadas em berçários 1 de creches da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, de Diadema, nas creches da Universidade de São Paulo e de Curitiba, constituindo o grupo caso. Um segundo grupo de 45 professores e respectivos 315 alunos constituirão um grupo controle, sem aplicação da metodologia IRDI. No grupo caso será feita a avaliação de retenção imediata e, após um ano, a avaliação de retenção tardia.Nesta etapa, pretende-se avaliar o valor da metodologia IRDI como instrumento de preparação de professores para o acompanhamento do desenvolvimento psíquico de crianças de zero a dezoito meses.Na segunda etapa da pesquisa, as 630 crianças (caso e controle) serão avaliadas aos três anos de idade por psicanalistas quanto à frequência de surgimento de risco psíquico para o desenvolvimento apontado pelo instrumento AP3 - Avaliação Psicanalítica aos três anos. A metodologia IRDI terá seu valor de auxiliar na promoção de saúde mental confirmado caso a frequência de surgimento de risco psíquico verificada por meio da AP3 nas crianças do grupo caso seja significativamente inferior ao das crianças do grupo controle.