Busca avançada
Ano de início
Entree

Terapia miofuncional orofacial para crianças com mordida aberta anterior

Processo: 12/06072-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Cláudia Maria de Felício
Beneficiário:Ana Paula Medeiros Ceniz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fala   Motricidade orofacial   Mastigação

Resumo

Resumo: A correção da mordida aberta anterior e a estabilidade após o tratamento preocupam os ortodontistas, especialmente quando esquelética. A terapia fonoaudiológica tem sido associada ao tratamento desta má oclusão a fim de favorecer os seus resultados, por meio do reequilíbrio muscular e da adequação das funções estomatognáticas. Apesar de relatos positivos, ainda é necessária a comprovação científica de programas terapêuticos. Objetivo: propor e analisar a eficácia de um programa terapêutico para crianças com mordida aberta anterior. Método: Estudo clínico, com intervenção terapêutica. Será proposto um programa de exercícios miofuncionais orofaciais para crianças com mordida aberta anterior, de no mínimo 120 dias (4 meses = 16 sessões). Local: Departamento de Clínica Infantil, Odontologia Preventiva e Social da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FORP-USP) e Laboratório de Investigação do Sistema Estomatognático sala II (LISE), do Curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Sujeitos: Para o estudo serão selecionados 40 sujeitos na fase de dentição mista, na faixa etária de 6 a 11 anos com mordida aberta anterior (MAA). Vinte sujeitos, pareados por idade e sexo, com oclusão normal comporão o grupo controle (C), cujos dados serão usados para análise comparativa. Os sujeitos com MAA serão divididos seguindo critérios específicos de má oclusão em: grupo com mordida aberta anterior dentoalveolar (MAAD), grupo com mordida aberta anterior esquelética (MAAE). Métodos de mensuração dos resultados da terapia: os sujeitos serão avaliados antes, durante e após a intervenção terapêutica por meio da avaliação miofuncional orofacial (AMIOFE-E), eletromiografia de superfície (EMG) dos músculos temporal, feixe anterior, e masseter, e força de língua com o Iowa-Oral Performance Instrument (IOPI). A análise será realizada por meio de estatística não paramétrica para os dados em nível intervalar de mensuração e paramétrica para dos dados em nível de razão (contínuos). As metas a serem atingidas com a presente proposta serão: (a) definição de programa terapêutico fonoaudiológico para crianças com mordida aberta anterior, de acordo com as necessidades de estímulos fisiológicos favoráveis às mudanças musculares e ao crescimento/desenvolvimento craniofacial; (b) a análise de efetividade do programa.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)