Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho climático da vegetação urbana na cidade de Presidente Prudente (SP): efeitos radiativos e estimativas da razão de Bowen

Processo: 12/06307-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Antonio Jaschke Machado
Beneficiário:Elaine Cristina Barboza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Clima   Urbano   Vegetação

Resumo

O objetivo deste projeto é verificar a variabilidade espacial do clima urbano na cidade de Presidente Prudente e sua relação com a cobertura vegetal existente. Espera-se que a qualidade ambiental no interior da malha urbana esteja fortemente relacionada com as trocas de energia entre a vegetação, as edificações e a atmosfera urbana. Um estudo observacional será desenvolvido, através da utilização de radiômetro, anemômetro sônico e instrumentos convencionais.Será realizada coleta de dados (temperatura e umidade do ar, intensidade e direção do vento, fluxo radiativo e fluxo de calor sensível) em setores distintos da cidade, caracterizados por diferentes tipos de cobertura superficial. A análise dos dados incluirá comparações entre o saldo-radiativo e o fluxo turbulento, possibilitando uma estimativa inicial do balanço de energia e da razão de Bowen, em termos da parcela observada de calor sensível e estimada de calor latente.Para as medições de temperatura e umidade do ar, bem como da intensidade e direção do vento, serão utilizados instrumentos e aparelhos do Laboratório de Topografia e Geodésia FCT/UNESP (LATOGEO). Para as medições dos fluxos radiativos e turbulentos serão utilizados sensores do Projeto de Pesquisa Estudo observacional do conforto térmico nas cidades do médio Paranapanema (processo FAPESP no. 11/08520-8). As estimativas da razão de Bowen serão feitas a partir de um modelo simplificado do balanço energético, no qual o calor latente é expresso em função do calor sensível e do saldo radiativo. Na última etapa os dados radiativos e turbulentos serão analisados e relacionados aos elementos da paisagem urbana, buscando-se evidências das condições gerais de qualidade ambiental associadas aos diferentes tipos de cobertura vegetal encontradas na cidade.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.