Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de genes de resistência de Klebsiella pneumoniae produtoras de KPC isoladas em diversos hospitais do estado de São Paulo

Processo: 12/06827-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 30 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Doroti de Oliveira Garcia
Beneficiário:Maria Fernanda Campagnari Bueno
Instituição-sede: Instituto Adolfo Lutz (IAL). Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Klebsiella pneumoniae

Resumo

K. pneumoniae produtoras de b-lactamases de espectro estendido (ESBL) estão frequentemente envolvidas em infecções hospitalares em UTIs, principalmente UTI neonatal. ESBL são capazes de hidrolisar todas as penicilinas, cefalosporinas de amplo espectro e aztreonam, e a mais prevalente no Brasil á a CTX-M-2. Uso de carbapenêmicos é o tratamento de escolha para sérias infecções por microrganismos produtores de ESBL. Porém, produção de carbapenemases, tais como, metalo-b-lactamases (MBL), e KPC por K. pneumoniae tem se tornado cada vez mais frequentes, sendo as mais comuns, IMP-1 e KPC-2, respectivamente. Além disso, também já foi descrita no Brasil cepas de K. pneumoniae produtoras da 16S rRNA methylase, RmtD, uma enzima que confere alta resistência a todos os aminoglicosídeos. Dessa maneira, as opções terapêuticas tornam-se bastante limitadas. Os objetivos desse trabalho são avaliar os genes de resistência responsáveis pela produção de b-lactamases (ESBL e carbapenemases - MBLs e KPC) e 16S rRNA methylases em K. pneumoniae produtoras de KPC isoladas de amostras clínicas provenientes de diversos hospitais do Estado de S. Paulo e encaminhadas à Seção de Bacteriologia do IAL. Aproximadamente 100 cepas de K. pneumoniae previamente confirmadas como produtoras de KPC através de testes de sensibilidade (disco-difusão e diluição) e PCR serão submetidas a PCR com primers específicos para a detecção de blaCTX-M, blaSHV, blaGES, blaTEM, blaIMP, blaSPM, blaNDM, armA, rmtA, rmtB rmtC rmtD, etc e os produtos de PCR amplificados serão purificados e submetidos ao sequenciamento de DNA.. Experimentos de conjugação e transformação serão utilizados para verificar a transferência de genes e investigar fenótipos de resistência expressos por esses genes. A identificação de mecanismos de resistência será útil para determinar a epidemiologia dos genes de resistência produzidos por K. pneumoniae resistentes a diversas classes de antimicrobianos, o que pode colaborar para a implantação de medidas efetivas no âmbito hospitalar para conter a disseminação desses microrganismos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BUENO, MARIA FERNANDA C.; FRANCISCO, GABRIELA R.; O'HARA, JESSICA A.; GARCIA, DOROTI DE OLIVEIRA; DOI, YOHEI. Coproduction of 16S rRNA Methyltransferase RmtD or RmtG with KPC-2 and CTX-M Group Extended-Spectrum beta-Lactamases in Klebsiella pneumoniae. Antimicrobial Agents and Chemotherapy, v. 57, n. 5, p. 2397-2400, MAY 2013. Citações Web of Science: 54.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.