Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da força máxima de mordida, capacidade mastigatória e padrão do movimento mandibular durante a mastigação de idosos com artrite reumatoide

Processo: 12/08374-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2012
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Renata Cunha Matheus Rodrigues Garcia
Beneficiário:Kelly Machado de Andrade
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Força de mordida   Articulação temporomandibular   Qualidade de vida   Artrite reumatoide

Resumo

A artrite reumatoide (AR) é uma doença reumática prevalente, que pode causar danos severos à articulação temporomandibular (ATM) e possivelmente às funções do sistema estomatognático. Este estudo tem como objetivos avaliar a função mastigatória e o impacto na qualidade de vida de idosos acometidos pela AR com comprometimento da ATM. Para isso, quarenta voluntários com idade acima de 60 anos parcialmente ou totalmente desdentados serão selecionados e divididos em dois grupos: (1) com AR e com lesão na ATM (experimental) e (2) sem AR (controle). Serão confeccionadas novas próteses para os idosos que tiverem suas próteses usuais insatisfatórias (Vigidi, 1987). As variáveis objetivas serão a capacidade mastigatória (CM), o padrão de movimentação mandibular e a Força Máxima de Mordida (FMM). Para CM, um material teste artificial à base de silicone de condensação será utilizado, juntamente com sistema contendo 10 peneiras acopladas a um agitador. O índice será calculado pela porcentagem de material triturado menor que 2 mm. O padrão de movimentação durante a mastigação será realizado pelo traçado da trajetória mandibular, utilizando-se um cinesiógrafo. Já a FMM será determinada pela soma do pico da força exercida em apertamento isométrico durante 7 segundos, na região dos molares, bilateralmente. A qualidade de vida do idoso quanto às suas condições de saúde bucal, serão avaliadas por meio da aplicação do OHIP-14. O fluxo salivar dos 2 grupos serão controlados por teste de saliva não estimulada. Os dados obtidos serão analisados por teste estatístico. Espera-se que os voluntários acometidos pela AR apresentem redução da CM, FMM, e alteração da trajetória de movimento mandibular durante a mastigação, assim como alteração na qualidade de vida e autopercepção de saúde oral.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANDRADE, K. M.; ALFENAS, B. F. M.; RODRIGUES GARCIA, R. C. M. Influence of removable prostheses on mastication in elderly subjects with rheumatoid arthritis. Journal of Oral Rehabilitation, v. 45, n. 4, p. 295-300, APR 2018. Citações Web of Science: 0.
DE ANDRADE, KELLY MACHADO; MOREIRA ALFENAS, BRUNA FERNANDES; CAMPOS, CAMILA HEITOR; MATHEUS RODRIGUES GARCIA, RENATA CUNHA. Mandibular movements in older people with rheumatoid arthritis. ORAL SURGERY ORAL MEDICINE ORAL PATHOLOGY ORAL RADIOLOGY, v. 123, n. 5, p. E153-E159, MAY 2017. Citações Web of Science: 1.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANDRADE, Kelly Machado de. Força máxima de mordida, performance mastigatória, movimentos mandibulares e impacto da saúde oral na qualidade de vida de idosos com artrite reumatoide. 2016. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.