Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de biblioteca para processamento de imagens digitais na área de cartografia

Processo: 12/10581-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Pesquisador responsável:Erivaldo Antonio da Silva
Beneficiário:Carolina Dias Chaves
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Processamento digital de imagens   Mapeamento geográfico   Morfologia matemática

Resumo

A extração de informações por meio do uso de imagens digitais é de grande importância para várias áreas do conhecimento tais como: Sensoriamento Remoto, Medicina, Biologia, Engenharia dos Materiais, Cartografia, entre outras. Dentre as diversas ferramentas de Processamento de Imagens, a Morfologia Matemática (MM) vem sendo muito utilizada para auxiliar o processo de extração de feições. A sua utilização se deve a grande potencialidade desta ferramenta em quantificar forma e tamanho dos objetos a serem extraídos. A MM foi elaborada inicialmente por MATHERON (1975) e SERRA (1982), e consiste em descrever quantitativamente estruturas geométricas presentes na imagem, por meio de operações de erosão e dilatação. Atualmente, devido à eficiência da teoria de MM no processamento e análise de imagens, vários sistemas de processamento morfológico de imagens têm sido desenvolvidos para auxiliar diversas áreas científicas. Entretanto, estes sistemas funcionam a partir do acoplamento de bibliotecas ou Toolbox, apresentando assim, algumas deficiências que tornam a sua utilização restrita. Uma dessas deficiências é a limitação de processamento de áreas testes com grandes dimensões. A maior problemática é que, a grande maioria dos softwares, pacotes, bibliotecas ou toolkits para processamento morfológico de imagens não são de domínio público, restringindo o acesso aos usuários. Assim, com base no que foi decorrido, o presente projeto tem por objetivo principal desenvolver uma biblioteca morfológica em linguagem C, de domínio público para aplicação na área de Cartografia, visando auxiliar o processo de extração de feições de interesse.