Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre haplótipos de MMP-2 e MMP-9 e a síndrome do ovário policístico: efeitos sobre as concentrações plasmáticas de MMP-2 e MMP-9.

Processo: 12/04307-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Rui Alberto Ferriani
Beneficiário:Valeria Aguiar Gomes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Síndrome do ovário policístico   Polimorfismo genético   Fatores de risco para doença cardiovascular   Ginecologia

Resumo

A síndrome do ovário policístico (SOP) é a endocrinopatia mais comum em mulheres na idade reprodutiva e está frequentemente associada a alguns fatores de risco cardiovascular, como obesidade e resistência à insulina. Em decorrência disso, acredita-se que mulheres com essa síndrome possam desenvolver doença cardiovascular (DCV) mais precocemente. Embora ainda não existam estudos prospectivos que avaliaram a mortalidade por doença cardiovascular em pacientes com a síndrome, alguns trabalhos mostram alterações na função endotelial e elevação de marcadores inflamatórios e de marcadores bioquímicos de DCV em pacientes com SOP, e alguns desses achados estão associados à presença de aterosclerose subclínica. O processo aterosclerótico é caracterizado por um remodelamento da matriz extracelular em que as metaloproteinases de matriz (MMPs), principalmente a MMP-2 e MMP-9, têm sido implicadas como mediadores principais. Os genes da MMP-2 e MMP-9 possuem polimorfismos funcionais que podem modular sua expressão e, consequentemente, suas concentrações plasmáticas. Alguns estudos genéticos mostram a associação dos polimorfismos funcionais dos genes da MMP-2 e MMP-9 com a presença e a severidade de doenças cardiovasculares. No entanto, nenhum estudo anterior investigou a possível associação de polimorfismos genéticos isolados, ou combinados em haplótipos, dos genes da MMP-2 e da MMP-9 com as suas concentrações plasmáticas em pacientes com SOP. Desse modo, o objetivo deste projeto é avaliar os efeitos dos polimorfismos da MMP-2 e da MMP-9 em mulheres com SOP. Pretendemos estudar 100 mulheres com diagnóstico de SOP e 100 pacientes controles. Avaliaremos as concentrações plasmáticas de MMP-2 e MMP-9 por ELISA e faremos a genotipagem para os polimorfismos genéticos da MMP-2 (C-1306T e C-735T), MMP-9 (-90 (CA)n, C-1562T e Q279R). O software PHASE será utilizado para determinar os haplótipos (combinações de polimorfismos genéticos em um mesmo gene). Os alelos e genótipos dos polimorfismos da MMP-2 e MMP-9, bem como a sua combinação em haplótipos, será avaliada quanto à associação com a SOP e com os níveis plasmáticos das respectivas enzimas MMP-2 e MMP-9.