Busca avançada
Ano de início
Entree

Transtorno bipolar e qualidade de vida: avaliação em crianças portadoras e filhos de pacientes

Processo: 12/08422-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Cristiana Castanho de Almeida Rocca
Beneficiário:Tatiana Couto Fernandes Pereira
Instituição-sede: Instituto de Psiquiatria Doutor Antonio Carlos Pacheco e Silva (IPq). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transtorno bipolar   Qualidade de vida   Psiquiatria infantil

Resumo

TRANSTORNO BIPOLAR E QUALIDADE DE VIDA: AVALIAÇÃO EM CRIANÇAS PORTADORAS E FILHOS DE PACIENTESIntrodução: Há crescente interesse sobre a qualidade de vida (QV) em pacientes bipolares, no entanto, poucos estudos podem ser encontrados a respeito de QV na infância e adolescência, sendo raros aqueles que se referem à QV de crianças e adolescentes com THBI. O estudo avaliando crianças portadoras e filhos de pacientes pode ajudar entender a qualidade de vida dos mesmos. Objetivos: Avaliar a QV de crianças e adolescentes portadores de THBI comparando os dados obtidos nesta população com a avaliação de QV de filhos de pacientes portadores de THB e um grupo controle sem histórico de doenças psiquiátricas. Métodos: Crianças e adolescentes com THB em tratamento ambulatorial no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e seus pais ou responsáveis legais serão convidados a participar do estudo. Controles saudáveis serão convidados por anúncios na comunidade. A avaliação das crianças será feita através da entrevista K-SADS-PL (Kauffman et al., 1997). Trata-se de uma entrevista semi-estruturada, na qual pais e crianças respondem questões diagnósticas para formular os diagnósticos psiquiátricos do eixo I da infância e adolescência de acordo com os critérios do DSM-IV (Caetano et al., 2006). O instrumento utilizado para avaliar qualidade de vida será o WHOQOL-bref, o qual consta de 26 questões, sendo duas questões gerais de qualidade de vida e as 24 restantes representam cada uma das 24 facetas que compõe o instrumento original. Palavras Chave: Transtorno Bipolar na infância , Qualidade de vida.