Busca avançada
Ano de início
Entree

O CARNAVAL DE ANTARES - O Fantástico e a Carnavalização em Incidente em Antares , de Érico Verissimo

Processo: 12/09471-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Tânia Pellegrini
Beneficiário:Valeria Cristina da Silva
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Teoria literária   Ditadura   Literatura

Resumo

No período extremamente conturbado correspondente às décadas de 1960-1970 no Brasil, a literatura percorreu caminhos curiosos. Os autores desse período, no anseio por exprimir o dilaceramento da sociedade brasileira decorrente da ditadura militar e conscientes da incapacidade de representar o mundo como um todo, encontraram na fragmentação da narrativa, na colagem, na montagem, no empréstimo de recursos de outras linguagens (cinema, propaganda etc.) as respostas estéticas necessárias para este momento tão complexo. Neste cenário, contudo, destaca-se a figura de Érico Verissimo, que vai na contramão de seus contemporâneos. Fiel à sua concepção literária, o autor constrói uma obra avessa a essas renovações estéticas. Baseado nos pilares do "realismo" crítico, Incidente em Antares inova com a introdução do elemento fantástico, pouco frequente na tradição literária nacional, o qual, por sua vez, influi diretamente em um efeito carnavalizador, responsável pelo caráter crítico da obra.