Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das alterações proteômicas envolvidas na indução da transição epitelial-mesenquimal de células de câncer de mama pela superexpressão de fatores de transcrição

Processo: 12/09682-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Vitor Marcel Faça
Beneficiário:Camila de Souza Palma
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/09740-1 - Identificação e validação de assinaturas moleculares relacionadas à metástase do câncer através de análise proteômica detalhada e dirigida da transição epitelial - mesenquimal em adenocarcinomas, AP.JP
Assunto(s):Transição epitelial-mesenquimal   Proteômica   Neoplasias mamárias   Fatores de transcrição

Resumo

O câncer de mama mata anualmente mais de 450 mil pessoas no mundo, sendo a sua metástase a responsável pela maioria das mortes causadas por este tipo de câncer. Assim, os métodos mais efetivos para a melhoria dos índices de morbidade e mortalidade por câncer são a detecção precoce, a prevenção e o tratamento da metástase. O fenômeno de transição epitelial-mesenquimal (EMT), que ocorre naturalmente durante a embriogênese e reparo tecidual, está envolvido também na progressão e metástase do câncer. A EMT induz complexas alterações nas células e no seu microambiente, como a diminuição dos contatos célula-célula, resultando na perda do caráter epitelial e aquisição de propriedades mesenquimais, que por sua vez conferem habilidades migratórias e invasivas a estas células. A EMT pode ser desencadeada por diversos sinais extracelulares, como componentes da matriz extracelular e fatores de crescimento, entre eles TGF-², HGF e PDGF. Além disso, a superexpressão de alguns fatores de transcrição como ZEB1, ZEB2, TWIST1, GSC, SNAIL, SLUG, FOXC1, e FOXC2, também induz a EMT in vitro. A fim de ampliar o entendimento dos complexos mecanismos moleculares da EMT modulados ao nível de proteínas, é proposta no presente projeto a análise proteômica detalhada da linhagem de adenocarcinoma de mama MDA-MB-231, induzida ao processo de EMT pela superexpressão estável dos genes ZEB1 e TWIST1. Os componentes proteicos da membrana, do núcleo e do citoplasma serão analisados quantitativamente através da técnica de marcação com isótopos de aminoácidos estáveis em cultura (SILAC), fracionamento de proteínas intactas e espectrometria de massas de alta resolução acoplada a cromatografia líquida (LC-MS/MS). Com esta análise detalhada, pretende-se identificar proteínas importantes para o processo de progressão e metástase do câncer de mama e que potencialmente sirvam como alvos para a inibição da metástase e/ou diagnóstico da doença.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GRASSI, MARIANA LOPES; PALMA, CAMILA DE SOUZA; THOME, CAROLINA HASSIBE; LANFREDI, GUILHERME PAUPERIO; POERSCH, ALINE; FACA, VITOR MARCEL. Proteomic analysis of ovarian cancer cells during epithelial-mesenchymal transition (EMT) induced by epidermal growth factor (EGF) reveals mechanisms of cell cycle control. JOURNAL OF PROTEOMICS, v. 151, n. SI, p. 2-11, JAN 16 2017. Citações Web of Science: 16.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.